A actuação das equipas de a "/>

A actuação das equipas de a "/>

desporto mocambicano

Touros reagem às acusações da UDS e recordam contornos do título da União do Songo de 2022

  • 163

A actuação das equipas de arbitragem continua a aquecer a relação entre as direções dos clubes que militam no Moçambola, neste caso da União Desportiva do Songo e da Black Bulls. Com efeito, depois da nota de repúdio emitida pelos “hidroelectricos” que acusaram os árbitros Celso Alvação (principal) e Arsénio Maringule (1º auxiliar) de inclinar o campo a favor dos “touros” a Black Bulls também divulgou um comunicado que exigiu que a UDS se retrate.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Num comunicado divulgado na sua página oficial do Facebook, os “touros” começam por escrever que “a Black Bulls tomou conhecimento, através das redes sociais, da nota de repúdio da União Desportiva de Songo (UDS), através da qual busca justificar o resultado do jogo entre as duas coletividades, num juízo de valores sem precedentes.”

 

Mais adiante o actual líder do Moçambola escreve que “respeita a análise, ainda que parcial, sobre a actuação da arbitragem, feita com base na percepção de quem pretendia e, não conseguiu, ganhar no seu próprio reduto, sobretudo quando tudo parecia que os três almejados pontos estavam garantidos.”

 

A Black Bulls considera  “de tamanha gravidade a acusação feita no sétimo parágrafo e, desde já, a Black Bulls apresenta os protestos vigorosos por aquelas acusações, falta de urbanidade e total desrespeito institucional, pelo que seria de bom-tom que a UDS se retratasse pela mesma via.”

 

“A Black Bulls está no futebol para servir simplesmente a modalidade, dando oportunidade a dezenas de jovens atletas e treinadores sonhadores oriundos de todos os pontos do País, que mais do que lutarem por uma vitória a cada semana, são o orgulho das suas famílias e País na construção  de um Moçambique sólido do amanhã”, escrevem os “touros”.

 

No seu último parágrafo, a Black Bulls  escreve que “gostaria de recordar a UDS a forma como o título de 2022 foi por si conquistado, por sinal no seu próprio terreno, à custa da anulação de um golo tão cristalino do Incomati de Xinavane e por conta disso, acabou descendo de divisão. Está registado nos anais da história essa celebração com pompa de um dos títulos mais duvidosos da história do futebol nacional, por força do exposto acima e muito mais, a UDS não tem moral para reclamar da arbitragem”. (LANCEMZ)

 
 
 
 
 
Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .