Depois da vit&o "/>  

Depois da vit&o "/>

desporto mocambicano

Touros querem manter invencibilidade na recepção a fragilizada locomotiva do Chiveve  

  • 80

 

Depois da vitória dos “touros” no jogo da Supertaça Mário Coluna, Black Bulls e Ferroviário da Beira voltam a medir forças neste fim-de-semana a contar para a 4ª jornada do Moçambola com as duas equipas atravessando momentos opostos, se equipa do Hélder Duarte acumula três vitórias em igual número de jogos, o detentor do título nacional ainda não sabe o que é vencer no campeonato (uma derrota e dois empates).

 

Por Artur Manhique

 

“Eu acho que vai ser mais difícil para nós porque eles já nos conhecem melhor, Mister Daúto já teve mais tempo para preparar a equipa, já teve mais tempo para nos estudar por isso, acho que vai ser mais difícil para nós do que foi na Supertaça”, avançou Hélder.

 

Contudo, o técnico português desvaloriza a fase negativa da equipa comandada por Daúto Faquirá, e espera um adversário na máxima força.

 

“Não queria falar da fase do Ferroviário da Beira porque vocês sabem do historial que tenho com o clube, também vive momentos complicados naquele clube, mas ninguém está a espera de um Ferroviário fragilizado, sabemos das qualidades daqueles atletas, e o Mister tem uma experiência internacional, já passou por fases não menos bom e sabe lidar com esses momentos, acredito que vai ser um Ferroviário na sua máxima força”, referiu Hélder Duarte.

 

Campeão na temporada passada ao serviço dos “locomotivas” do Chiveve, o técnico português disse que, apesar do respeito e qualidade da equipa adversária, aborda o jogo de igual modo como os outros, reconhecendo, entretanto, as dificuldades de todos os jogos da competição.

 

“O jogo está a ser preparado exactamente como todos outros que fizemos até hoje, com máximo respeito pelo adversário. Sabemos a valia que eles têm em termos de valor, tanto da equipa técnica como dos jogadores, e sabemos que vai ser um jogo muito difícil, como têm sido em jogos do Moçambola, independentemente do adversário”, explicou o técnico português.

 

ERNAN DIZ QUE CAMPEÃO MERECE RESPEITO

 

Quem também não se deixa enganar pelo que o adversário atravessa é o guarda-redes Ernan Siluane. O internacional moçambicano prevê um duelo complicado, por se tratar da equipa campeã nacional, mas reforça que os “touros” encaram cada jogo com a mesma mentalidade de buscar a vitória.

 

“Encaramos este jogo como todos outros, temos maior respeito pelo adversário pois é o actual campeão do Moçambola, e somos humildes o suficiente para respeitar o adversário. Jogamos em casa, e vamos com tudo e estamos a trabalhar para que possamos ganhar o jogo e levar os 3 pontos”, reforçou o internacional moçambicano.

 

O ataque dos “locomotivas” do Chiveve é liderado pelo Dayo António, melhor marcador da época passada onde partilhou o balneário com Siluane na União Desportiva do Songo, e o guarda-redes dos Mambas reconheceu a qualidade do avançado e alertou sobre a necessidade de dobrar as atenções no avançado.

 

“Dayo é um jogador que conheço muito bem, e é um avançado que devemos ter muito cuidado, é um jogador que não desperdiça oportunidades e para mim é importante estarmos todos concentrados”, salientou Siluane. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .