desporto mocambicano

Hélder Duarte crítica desorganização do Moçambola e falta de uniformidade nas bolas usadas da prova

  • 149

À entrada da oitava jornada do Moçambola, a Associação Black Bulls lidera a prova de forma invicta, com seis vitórias e um empate, conquistando 19 pontos. Para a próxima terça-feira, 18 de Junho, tem a tarefa complicada de deslocar-se a Songo defrontar a União Desportiva do Songo que ocupa a quarta posição com 14 pontos, nesta, que será, a partida de cartaz quando caminhamos para o fim da primeira volta do campeonato.

 

Por Artur Manhique

 

Hélder Duarte, treinador da Black Bulls, considera o jogo contra a União Desportiva do Songo como um desafio significativo, onde ambas as equipas são fortes candidatas ao título, elogiou a equipa adversária, destacando a sua organização e bons resultados.

 

“É um jogo difícil, acho que são dois candidatos ao título, UDS tem uma excelente equipa, muito bem orientada, tem feito bons resultados e acho que vai ser um excelente jogo, só é pena o jogo ser numa terça-feira às 14h da tarde, acho que não dignifica o que é o Moçambola, nem o nosso campeonato, mas é o que a Liga decidiu e por isso vamos ao Songo, à Vila do Songo, tentar trazer os três pontos, que é esse o nosso objetivo, mas sabemos todas as dificuldades que vamos encontrar pela avalia dos jogadores do Songo”, disse o treinador.

 

VEJA A REPORTAGEM NO NOSSO YOUTUBE

O técnico português, não deixou de criticar a falta de organização e expressou a sua preocupação com os jogadores que desde a realização do jogo diante da Guiné Conacri segunda-feira, só chegam à território nacional na sexta,

 

“Há coisas que nós não conseguimos controlar é uma das coisas é a desorganização. Acho que há muito pouca preocupação com o atleta aqui em Moçambique, as pessoas querem que haja competição, que haja campeonato, que as coisas se façam, mas o mais importante que é o atleta, não há essa preocupação”, referiu o treinador para depois acrescentar “quando temos uma selecção que joga na segunda-feira e neste momento posso-vos dizer que eles estão a viajar de Marrocos para Lisboa, vão estar sete horas em Lisboa sem fazer nada, vão chegar amanhã às seis da manhã, agora eu pergunto, jogaram no domingo, na segunda, passaram uma semana sem fazer nada, que jogadores eu vou encontrar? Não sei”, frisou o técnico português.

 

FALTA DE UNIFORMIDADE NAS BOLAS

 

Por outro lado, Hélder Duarte, levantou suspeitas sobre a decisão de marcar o jogo para terça-feira, sugerindo que pode ter sido em benefício da equipa do Songo, que possui vários jogadores na selecção.

 

“Se calhar é por causa disso que o jogo é na terça-feira, o Songo conseguiu que o jogo fosse na terça-feira, porque tem quatro ou cinco jogadores lá, e se calhar é por causa disso que nós temos um patrocinador da Liga Moçambicana de Futebol, que é o principal patrono do Songo. Há coisas estranhas aqui, para vocês é normal, para mim não é normal, mas pronto, acho que a Liga está a fazer um excelente trabalho em melhorar as coisas, agora há coisas que eu não percebo, sinceramente não percebo”, criticou Hélder Duarte.

 

Outro aspecto que mereceu a atenção do treinador dos “touros”, é a falta de uniformidade das bolas utilizadas no Campeonato nacional, sugerindo que a LMF deveria fornecer bolas para os clubes.

 

“Não podemos só viver de projectos, temos que viver de coisas muito simples, outra coisa simples que não se muda é a bola, eu jogo com uma bola, o Songo joga com outra, o Ferroviário de Maputo joga com outra, não faz sentido. Com todo respeito, nós jogamos com bolas de 12, 13, 14 mil meticais, e os outros jogam com bolas de 3, 4 mil, acham que é normal para um campeonato de primeira divisão? Não é! Era fácil resolver, a Liga compra bolas e distribui para os clubes, isso sim é que é ajudar e promover o campeonato, é ajudar os atletas”, concluiu.

 

VICTOR SUSPENSO ACREDITA NA VITÓRIA

 

A ABB procura retornar às vitórias depois de perder os primeiros pontos em casa frente ao Ferroviário de Maputo, e Victor, avançado da Black Bulls, reforçou a determinação da equipa em vencer o próximo jogo.

 

“Como sempre em todos os jogos, nós entramos para ganhar, mas temos que saber lidar com outros resultados também, e continuar a trabalhar para voltar às vitórias o mais rápido possível. Eu acredito que voltaremos à vitória no próximo jogo”, afirmou o internacional moçambicano.

 

De recordar que o avançado da Black Bulls, não poderá entrar em campo na partida desta terça-feira depois de apanhar três jogos de suspensão pelo vermelho directo recebido diante da Associação Desportiva de Vilankulo na 6ª jornada. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .