desporto mocambicano

Touros abatem canarinhos e seguem que até tentaram voar em Tchumene

  • 335

A Black Bulls recebeu e venceu na tarde do último sábado, 29 de Julho, o Costa do Sol por três bolas a uma no jogo escaldante da jornada que teve como palco o campo n° 2 do Complexo Desportivo de Tchumene pertencente a Associação Black Bulls que esteve completamente abarrotado para se assistir ao espetáculo de futebol. Os golos foram apontados por Mexer para o Costa do Sol, Jesus bisou e Nenê marcou o seu primeiro golo nesta edição do Moçambola.

Por: Redação LanceMZ

A ronda 13 do Moçambola abriu com o escaldante Black Bulls - Costa do Sol, primeiro e segundo classificado respectivamente numa partida imprópria para cardíacos e cheia de muitas emoções e calor a entrada da jornada, na partida que também era para a liderança da prova. Os donos casa tinham a obrigação de vencer para continuarem na liderança e os visitantes queriam assaltar o comando do campeonato.

As duas equipas desceram ao relvado com claras intenções de sair das quatro linhas com os três pontos, por isso, entraram com as setas apontadas para o ataque, o apoio do público foi fundamental para a prestação das duas formações.

O primeiro lance de perigo pertenceu aos donos da casa que visitaram a baliza de Victor na sequência de um pontapé de canto em que Jesus tira um cabeceamento que foi parar nas mãos do guardião canarinho que mostrou-se seguro entre os postes nos instantes iniciais.

Os canarinhos responderam igualmente com um cabeceamento de Mbulu que testou a atenção de Ivan que não teve muitos problemas para defender a sua baliza.

O Costa do Sol teve o domínio do jogo na etapa inicial, imprimindo uma velocidade que deixava baralhada a defensiva da Black Bulls que era atacada vezes sem conta da ala esquerda, deixada por Martinho Thauzene que agora é ocupada por Celton Jamisse que entrou a titular neste jogo, contrariamente ao que aconteceu no último jogo em que a equipa orientada por Hugo Martins optou por jogar com dois centrais, Chamboco e Nenê, respectivamente.

Chester teve uma oportunidade brilhante de abrir o activo mas tirou mal as medidas num remate que saiu desenquadrado com a baliza que levava algum fogo. Porque o único resultado que as duas colectividades queriam era vitória, o Costa do Sol foi a primeira equipa a abanar as redes naquele jogo, aos 38' Isac faz um passe atrasado para Mexer que pela ponta da bota, do meio da rua, atirou um portentoso remate que só foi parar no fundo das malhas, um golo bonito de se ver que deixou o guarda-redes Ivan sem reação. Os adeptos canarinhos entraram em ebulição, houve festa nas bancadas pelo golo fabuloso de Domingos Macandza que colocou a sua equipa em vantagem.

A Black Bulls esteve perto de empatar a partida com cabeceamento de Stephen dentro da grande área que foi controlado por Victor, pouco tempo depois o árbitro da partida mandou as duas equipas recolherem aos balneários.

HUGO MARTINS É EXPULSO

O treinador da Black Bulls, Hugo Martins, viu a cartolina vermelha no fim da primeira parte, é que o juiz da partida, Artur Alfinar, interrompeu um livre a favor da equipa da casa, não deixou que o lance fosse executado após terminarem os minutos de compensação, naquele que seria o último lance da primeira parte, decisão que não foi vista de bom agrado pela equipa técnica dos donos da casa.

O técnico português entrou dentro das quatro linhas para pedir explicações ao árbitro, entender a razão de não o ter deixado que o livre fosse executado tendo em conta que poderia levar algum perigo a baliza contrária, houve festa dos adeptos visitantes aquando da expulsão do treinador da Black Bulls que teve os nervos a flor da pele.

SEGUNDA PARTE ESCALDANTE

Na etapa complementar, o Costa do Sol continuou a dominar o jogo, teve dois lances que poderiam ter dilatado o marcador. Mbulu é assistido por Isac que ficou frente a frente com o guarda-redes Ivan que não teve hipóteses de defesa, a bola só não entrou porque foi desviada pela barra transversal.

Danilo tira do caminho o extremo Chester e assiste Jesus que não conseguiu introduzir o esférico Melque igualmente, na boca da baliza não consegue fazer o desvio para o golo.

Chester testou atenção de Ivan numa jogada de transição mas o guardião não teve problemas, negou que a sua baliza fosse novamente violada.

TOUROS ACORDAM

Jesus, "o filho de Deus" fez jus ao seu nome, foi quem marcou o golo do empate, foi o salvador, é assistido por Hammed aos 77 minutos que na grande área e com o seu pé dominante, apontou o tento de igualdade que relançou a partida, estava feito o golo da igualdade para a vibração dos adeptos da equipa da casa.

O Costa começou a ter poucas esperanças de ver o sol a brilhar, as substituições feitas por Horácio Gonçalves, não foram feliz pois os golos da equipa contrária começaram a aparecer quando o técnico mexeu no xadrez.

CAMBALHOTA NO MARCADOR

Danilo num livre, atira a bola para dentro da grande área, no meio da confusão, a defesa forasteira atrapalhou-se, Nenê aos 88 minutos apareceu e atirou a contar para o golo da cambalhota no marcador, estava feito o dois a um, os adeptos dos touros vibraram, os canarinhos não queriam acreditar no que estava acontecer naquela tarde que iniciou gloriosa para a sua equipa.

Quando se pensava que estava tudo visto, mais uma vez, apareceu Jesus, que bisou ao cair do pano, aos 90'+5' numa assistência bem executada pelo capitão Kadre. Foi um balde de água fria, os adeptos canarinhos começaram a abandonar o campo porque já não havia tempo e não tinha a possibilidade de se empatar a partida.

O Costa do Sol que ainda não conseguiu vencer a Black Bulls neste Moçambola, na primeira jornada, os touros foram até ao ninho do canário, espectar um chifre a equipa da casa com golo solitário de Melque e desta feita, foram Jesus e Nenê que marcaram os golos que deram vitória aos touros de Tchumene que não atravessam um bom momento, foram 4 jogos sem vencer, em 12 pontos possíveis, só conseguiram ter 2, pois perderam com a AD Vilankulo, no Alto Makhassa e no Campo Municipal de Lichinga a uma bola com o Ferroviário local, empataram com os locomotivas da capital a uma bola e com o Matchedje a duas bolas.

Os touros continuam na liderança, com o triunfo passam a somar 27 pontos e mantém a invencibilidade na sua catedral.

(LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .