desporto mocambicano

Simango promete cinco milhões de prémio e aumento para 14 clubes no Moçambola

  • 3365

O antigo Presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) e que também presidiu o organismo que superintende o Moçambola por dois mandatos, Alberto Simango Júnior, oficializou, na tarde desta quarta-feira, 17 de Janeiro, a sua entrada na corrida pela liderança da Liga Moçambicana de Futebol (LMF) nas eleições agendadas para o próximo dia 31 de mês em curso.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Um dos pontos que mereceu a promessa de Simango Júnior, é o melhoramento das premiações para os clubes que terminarem nas três primeiras posições do Moçambola. O candidato garante que, caso consiga chegar à presidência, no seu mandato, o campeão do Moçambola terá direito a um prémio monetário de 5 milhões de meticais, passando dos actuais 600 mil meticais. Por outro lado, o vice-campeão, recebe 2 milhões de meticais e por último, o terceiro classificado vai passar ganhar1 milhão de meticais.

 

Quanto à implementação do sistema de Vídeo Árbitro - VAR, Simango disse que a sua candidatura não leva a implementação deste sistema moderno como prioridade. "Percebemos que é uma ferramenta necessária, útil e válida, mas reconhecemos que é difícil a sua implementação, vamos trabalhar em parceria com a FMF para avaliar a viabilidade e a aplicabilidade da introdução do sistema", disse Simango Júnior.

 

Sob o lema "Por um Moçambola credível, sustentável, inovador e competitivo", o candidato prometeu, em caso de vitória, que a sua estrutura irá focar-se na profissionalização da gestão da prova, desenvolvimento sustentável, promoção do Moçambola e Reintrodução da Taça da Liga. A nível de infraestrutura, o antigo dirigente da FMF propõe a construção de uma nova Sede para a Liga numa localização estratégica com instalações modernas.

 

Questionado acerca do aumento do número de clubes, explicou que pretendem acrescentar mais dois clubes,  "projectamos aumentar os clubes em 2025 para 14, e tudo tem que ser formalizado dentro das normas e estatutos da LMF".

 

Refira-se que Simango Júnior deixou a presidência da LMF em 2015 para assumir a presidência da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), cargo no qual durou apenas um mandato. Naquele cargo foi sucedido por Ananias Couana a quem pretende suceder neste acto eleitoral em que vai ter Victor Miguel como adversário e que lançou a sua candidatura há sensivelmente há uma semana. (LANCEMZ)

 

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .