desporto mocambicano

Perseguição ao líder está ao rubro no Moçambola 2023

  • 373

A luta pela liderança do Moçambola está ao rubro, após as partidas da 12ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol, o Moçambola. A turma que segue na liderança da prova, a Associação Black Bulls, que vinha da derrota, voltou a tremer ao empatar diante do aflito Matchedje, e viu o Ferroviário da Beira e Costa do Sol, adversários diretos, aproximarem-se mais.

 

Por Atílio Huo e Jaime Machel (Fotos)

 

O duelo entre os Ferroviários de Maputo e da Beira era uma partida de cartaz da 12ª jornada e a turma da capital do país pretendia manter a senda de bons resultados que vinha registando há quatro rondas que não perdia e estava a ascender na tabela classificativa.

 

Porém, os “locomotivas” do Chiveve vieram à capital do país com intenção de impor-se na contenda e aos 27 minutos ameaçaram a baliza contrária, mas faltou arte para bater o guarda-redes Franck. Pouco depois foi a vez de Estevão ver o seu remate a ser interceptado por Huga que esteve bem para evitar o pior para a sua baliza.

 

O golo solitário do Ferroviário da Beira foi marcado por Raymond aos 36 minutos, aproveitando uma desatenção da defensiva da equipa que jogava em casa emprestada, aparecendo nas alturas para cabecear para o fundo das redes, marcando o seu quinto golo no Moçambola, dos quais três contra os “locomotivas” de Maputo.

 

O Ferroviário de Maputo quase chegava ao golo da igualdade, mas por intermédio de um erro do defesa Foia, no entanto o guarda-redes Germano foi a tempo de evitar que as suas redes fossem violadas.

 

Na segunda parte, poucos lances poderiam ter alterado o resultado, com João Bonde a rematar cheio de intenção, mas ao lado. Do outro lado, foi Maxwell a introduzir a bola no fundo da baliza contrária, mas o lance foi anulado por fora-de-jogo.

 

O brasileiro Gustavo, cedido pela Black Bulls ao Ferroviário da Beira, também esteve próximo de fazer o gosto ao pé, mas o guarda-redes Júlio Franck negou esse facto, terminando a partida com essa magra vitória dos “locomotivas” do Chiveve, mas suficiente para aproximar-se cada vez mais aos “touros”que lideram a prova.

 

DÁRIO MONTEIRO ESTREIA-SE EM GRANDE

 

O Ferroviário de Nacala bateu o campeão em título, a União Desportiva do Songo, por 1-0, na estreia de Dário Monteiro como novo treinador dos “locomotivas” da Maiaia e Dominguez e Reginaldo Faite pelos campeões nacionais.

 

A União Desportiva de Songo dominou toda a primeira parte, mas não conseguiu reverter todo o seu domínio em golo, diante de um Ferroviário de Nacala que se soube defender.

 

Na segunda parte, os donos da casa, transformaram a oportunidade em golo, aos 68 minutos Ivan deu o gosto ao pé, tendo terminado o jogo com 1-0.

 

É mais uma derrota da União Desportiva do Songo que perde a segunda posição na tabela classificativa e atrasa-se na perseguição ao líder Black Bulls, numa altura em que o seu plantel conta com uma constelação de estrelas do futebol moçambicano que ainda não tem conseguido brilhar. (LANCEMZ) 

 

 

 

 

 

 

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .