desporto mocambicano

Paulo Oliveira ascende à 28ª posição no Rally Dakar 2023

  • 145

O piloto moçambicano Paulo Oliveira ascendeu à 28ª posição da classe SSV (Side by Side Vehicle) do Rally Dakar 2023 que decorre desde o dia 31 de Dezembro de 2022, na Arábia Saudita. Com esta classificação, Oliveira que conta com Miguel Alberty como co-piloto, terminou a quinta etapa da prova na 96ª posição da classificação geral da prestigiada prova do todo-o-terreno, que conta com mais de 100 participantes.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Naquela que é tida como a prova de elevadíssimo grau de dificuldade no desporto motorizado, com trajectos marcados por dunas, baixas temperaturas, poeiras e cascalho, a dupla Paulo Oliveira e Miguel Alberty terminou, esta quinta-feira, o terceiro dia de prova sem sobressaltos.

 

Oliveira e Alberty participam na prova de todo-o-terreno ao volante de um carro SSV (Side by Side Vehicle), o qual, até ao momento, tem estado à altura de responder às exigências das terras sauditas.

 

Depois de concluir o prólogo, entre Jeddah e Hail, na 41a posição, a dupla conseguiu, no segundo dia da competição, cumprir 620 km, dos quais os últimos 60 km de elevado grau de dificuldade, tendo terminado na 34ª posição

 

O Rally Dakar 2023 – na sua 45ª edição -, que termina a 15 de Janeiro corrente em Dammam, depois de ter iniciado em Jeddah, a 31 de Dezembro, é constituída pelo prólogo e 14 etapas, num percurso total de 8.549 km, dos quais 4.706 km cronometrados.

 

O piloto Paulo Oliveira é o primeiro moçambicano a participar no Rally Dakar, bem como a representar o país no Campeonato de Mundo de Bajas todo-o-terreno, em 2021, onde alcançou a 3ª posição da sua classe.

 

DOBRADINHA PARA A MONSTER ENERGY HONDA NA QUINTA ETAPA

 

A equipe Monster Energy Honda garantiu dobradinha na quinta etapa do Rally Dakar 2023, nesta quinta-feira (5/1), na Arábia Saudita. O francês Adrien Van Beveren foi o mais rápido do dia, seguido pelo chileno José Ignacio “Nacho” Cornejo, com as motocicletas Honda CRF 450 Rally. Pablo Quintanilla ficou em sétimo, mas o tempo do chileno pode ser revisto em função da assistência prestada a Joan Barreda após a queda do espanhol.

Com início e fim em Ha’il, a etapa apresentou 645 quilômetros – 374 deles de especiais (trechos cronometrados). Van Beveren e Nacho terminaram o desafio separados por apenas 13 segundos, mostrando domínio em um terreno exigente, formado por pequenas dunas com vegetação rasteira.

Na classificação geral das motos, a disputa segue muito acirrada. Van Beveren assume a quinta posição da tabela, a oito minutos e 54 segundos do atual líder. Pablo Quintanilla ocupa a sétima posição, com 10 minutos e 26 segundos a mais que o líder. Por fim, Nacho Cornejo avança para a nona posição, a 22 minutos e quatro segundos do ponteiro.

Nesta sexta-feira (6/1), a próxima etapa do Rally Dakar sairá da região de Ha’il em direção a Riad – o que significa uma mudança por parte da organização do Dakar em função das condições meteorológicas. A especial terá 367 km (100 a menos do que o roteiro inicialmente previsto) e deslocamentos de 300 km. Os desafios incluirão altas velocidades por extensos planaltos, além de sequência de dunas.

A prova tem a Arábia Saudita como sede pelo quarto ano consecutivo e traz roteiro total de cerca de 8.300 km – aproximadamente 4.500 deles de trechos contra o relógio. A disputa, que teve largada nas praias do Mar Vermelho e termina nas areias do Golfo Pérsico, em Damman, no dia 15 de Janeiro. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .