desporto mocambicano

Moçambique defende liderança no circuito regional de vólei de praia

  • 749

É já esta sexta-feira, 17 de Março, que inicia na cidade de Maputo até ao dia 19 a disputa da Final do Circuito da Zona VI em Voleibol de Praia. O evento terá lugar na Praia da Costa Sol e vai contar com a presença de atletas de Moçambique que vão defender a liderança na prova. As duplas nacionais Ana Paula Sinaportar e Vanessa Muianga e Ainadino Martinho e Jorge Muianga lideram o ranking e partem em destaque para a conquista do título que estará em disputa na capital moçambicana.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Em femininos, ao longo de três dias nas areais quentes da Costa do Sol atletas provenientes da África do Sul, Moçambique, Angola e Lesotho vão bater-se pela vitória na sétima e última etapa do circuito regional. Ao todo serão seis duplas que entrarão em cena nesta prova.

 

Para além da dupla Ana Paula Sinaportar e Vanessa Muianga, Moçambique estará representado na prova pelos pares formados por Natália/Ângela e Vânia/Verónica que vão usar esta prova para melhor se prepararem para os próximos compromissos internacionais que têm pela frente. A prova será disputada no sistema de todos contra todos e as duas primeiras classificadas vao disputar a final no domingo, 19 de Março.

 

“Esperamos vencer esta etapa e cimentar a nossa liderança no primeiro circuito da Zona VI da África.  Em femininos vamos marcar presença com as três melhores duplas posicionadas no Ranking, sendo que a Ângela e a Natália vão representar Moçambique no Campeonato que vai decorrer na Tailândia, a Ana Paula e a Vanessa vão ao Mundial que vai ter lugar no México, pelo que esta prova servirá para a preparação para essas importantes competições”, disse Mahomed Valá, Presidente da Federação Moçambicana de Voleibol.

 

MASCULINOS COM 11 DUPLAS

 

A prova masculina deverá contar com a presença de 11 duplas representando cinco países, nomeadamente Moçambique, África do Sul, Namíbia, Botswana e Lesotho, sendo que o país anfitrião se fará representar por seis pares, nomeadamente, Aindadino/Monjane (líderes do circuito), Acácio/Nguvo, Mondlane/Mungoi, Júlio/Alírio e António/Ednilson.

 

Estas duplas estão divididas em dois grupos, sendo o primeiro de cinco integrantes e o segundo contando com seis participantes. A primeira fase de grupos será disputada no sistema de todos contra todos, os primeiros quatro vão disputar os quartos-de-final, seguindo-se as meias-finais e final desta competição também agendada para domingo.

 

“Em masculinos para além da dupla Ainadino Martinho/Jorge Monjane que lideram o circuito temos o par Denilson/Rafael que estiveram no campeonato do Mundo da Turquia em Sub-19 e este ano poderão estar no Mundial da Tailândia caso continuem com uma boa performance, temos outras duplas jovens que muito estão a evoluir na prova pelo que esperamos um bom desempenho das mesmas”, disse Vala.

 

PRÉMIOS ALICIANTES PARA OS VENCEDORES

 

O Presidente da Zona VI da Federação Internacional de Voleibol, Khalid Cassam, disse estarem criadas todas condições para que a prova seja validada pela entidade máxima da modalidade, visto que “conta com o mínimo de quatro países que é o que está estipulado nos regulamentos”.

 

Khalid Cassam assegurou que tal como nas anteriores etapas está prevista a premiação monetária para as duplas que se destacarem, sendo que “o primeiro classificado levará para casa o prémio de 300 dólares americanos, o segundo 200, terceiro 150 e o quarto levará 100. Tirando esta gratificação, está prevista a premiação pelas sete etapas do circuito, sendo que o primeiro lugar levará para casa 1100 dólares e o último terá 200 dólares”.

 

Referir que o impacto do ciclone Fredy que assolou alguns países da região Austral de África impediu que as duplas do Malawi, Zimbabwe e Zâmbia se deslocassem à capital moçambicana para tomar parte neste certame. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .