desporto mocambicano

João Chissano promete locomotivas a todo vapor no Moçambola 2023

  • 1638

O Ferroviário de Maputo vai protagonizar o encontro de cartaz de abertura do Moçambola 2023 com uma deslocação ao sempre difícil Caldeirão do Chiveve onde vai defrontar o homónimo da Beira. Depois de ter sido contratado na ponta final do Campeonato Nacional de Futebol do ano passado, João Chissano vai ter a oportunidade de iniciar a prova com a estrutura da equipa por si montada e promete uma “locomotiva” de Maputo à todo vapor para chegar ao título que tem escapado a turma de Maputo desde 2015.

 

Por Redacção LanceMZ

 

A participação na Liga Jogabets – o Campeonato Provincial a nível da cidade de Maputo, serviu para que Chissano define-se o plantel com o qual vai abordar a época 2023, em que os “locomotivas” vão também participar na Taça Nelson Mandela, ou seja, Taça CAF, por conta da conquista da Taça de Moçambique no ano transacto.

 

Após o terceiro lugar alcançado na prova recém-terminada, João Chissano diz que a sua equipa está pronta para o arranque do Moçambola e já definiu como começar a prova para atingir os objectivos traçados para a presente temporada.

 

“Teremos um Ferroviário de Maputo que vai querer começar o Moçambola da melhor forma possível, estes jogos da Liga Jogabets foram benéficos porque conseguimos observar todos jogadores, colocamos todos atletas em campo, sabemos com quem contar em alguns momentos dos encontros e que possam ser requisitados a cada jogo do Moçambola”, disse o timoneiro dos “locomotivas”.

 

Chissano diz que a Liga Jogabets serviu para conhecer profundamente os seus jogadores, sendo que “espero que cada jogador possa ter aproveitado estes momentos no Campeonato Provincial da Cidade de Maputo, para aproximarem-se um pouco mais aquilo que é a sua forma e a cada partida que passava, tendo em conta que exigimos intensidade máxima de cada um para que chegássemos ao Moçambola nas mínimas condições físicas, técnico e tácticas para enfrentar o Campeonato Nacional de Futebol”.

 

O treinador diz que não vai virar a cara à luta e assume que quem orienta o Ferroviário de Maputo arrisca-se a ser campeão nacional de futebol, dada a grandeza do clube que é um dos mais vencedores do futebol nacional, pelo que definiu a conquista do título como grande objectivo para a presente época.

 

“O Ferroviário de Maputo entra para todas provas como candidato ao título, o que significa jogar para os lugares cimeiros, estar sempre colado aos líderes que é para ver se acalentamos a esperança de podermos vencer, não seria justo se nós e as outras equipas grandes entrássemos para esta prova apenas para participar, temos que entrar em todos jogos para ganhar e conseguirmos estar nos lugares cimeiros”, frisou Chissano.

 

O plantel para a presente temporada não difere do que João Chissano encontrou no ano passado, porém há entrada de caras novas, algumas das quais vindas da formação do clube e de outras colectividades que militam no escalão principal do futebol nacional. O treinador frisa que não há lugares cativos, aliás como esteve patente nos jogos da Liga Jogabets.

 

“Conseguimos utilizar 24 a 25 jogadores, temos uma espinha dorsal que já temos em mente e que certamente vai ser utilizada frente ao Ferroviário da Beira, não teremos um 11 inicial, pois a nossa estratégia será definida de acordo com o adversário a cada jornada”, disse João Chissano. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .