O Clube Ferroviário de Maputo denunciou a 22 de Junho uma provável má inscri& "/>  

O Clube Ferroviário de Maputo denunciou a 22 de Junho uma provável má inscri& "/>

desporto mocambicano

Ferroviário de Maputo denunciou ilegalidade na inscrição de Kadre e aguarda resposta

  • 243

 

O Clube Ferroviário de Maputo denunciou a 22 de Junho uma provável má inscrição do jogador senegalês Abdul Khadre Gueye, capitão da Associação Black Bulls que regressou aos campeões nacionais na segunda janela de transferência que encerrou a 31 de Junho último.

 

Os “locomotivas” da capital do país submeteram a denúncia as entidades que gerem o futebol, nomeadamente, Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Liga Moçambicana de Futebol (LMF) e Associação de Futebol da Cidade de Maputo (AFCM).

 

Volvidos mais de um mês e meio dessa denúncia as entidades supracitadas ainda não deram resposta em relação ao caso que quiçá continua a ser analisado por quem de direito.

 

A denúncia surgiu logo após o jogo entre o Ferroviário de Maputo e a Associação Black Bulls a contar para a quarta jornada do Moçambola em que as duas equipas empataram a duas bolas.

 

Os “locomotivas” não apresentam detalhes sobre a alegada “má qualificação do atleta”, mas acredita-se que a altura dos factos Kadre ainda não tinha a sua situação regularizada, nomeadamente o seu visto de trabalho que permite exercer a actividades desportivas no país.

 

Recordar que Abdul Khadre Gueye regressou a Black Bulls depois de ter passado cerca de seis meses após ter sido emprestado ao CD Lugo, um clube de futebol espanhol, da cidade de Lugo, na Galiza, que milita na Segunda Divisão. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .