O Ferroviário da Beira entrou à campeão na defesa do título na Liga Moçambicana "/>  

O Ferroviário da Beira entrou à campeão na defesa do título na Liga Moçambicana "/>

desporto mocambicano

Ferroviário da Beira entra à campeão vencendo Costa do Sol na abertura da Liga Mozal

  • 148

 

O Ferroviário da Beira entrou à campeão na defesa do título na Liga Moçambicana de Basquetebol, em seniores masculinos - Liga Mozal ao derrotar o Costa do Sol (terceiro classificado da 12ª da prova) por 85-59 no jogo de cartaz da primeira jornada da competição que iniciou esta terça-feira, 1 de Novembro, no pavilhão do Maxaquene.

 

Por Alfredo Júnior

 

Na partida de funda do arranque da prova que contou com a presença de bom público que preencheu as bancadas da catedral do basquetebol nacional, o Costa do Sol começou por assumir as despesas do jogo, mas os “locomotivas” do Chiveve foram equilibrando os pratos na balança que conseguiram igualar a contenda a 43 pontos ao intervalo.

 

No reatar da partida os pupilos de Luís Lopez Hernandez esticaram a corda e a equipa de Miguel Guambe não conseguiu acompanhar a dinâmica ao ponto de o terceiro quarto ter terminado com o marcador a assinalar 68-52 favorável ao representante moçambicano no apuramento à Basketball África League.

 

Nos últimos dez minutos o Campeão Nacional puxou dos seus galões para continuar a alargar a vantagem, proporcionado alguns momentos de espectáculo, chegando a uma vitória tranquila por 26 pontos de diferença, 85-59, reforçando a condição de candidato à conquista do título.

 

O destaque vai para o base americano Wiliiam Perry que anotou 21 pontos e três ressaltos, enquanto Ayad Munguambe anotou 17 pontos e capturou 6 ressaltos. No Costa do Sol Danilo Cumbe esteve bem no jogo com 10 pontos e 6 ressaltos, o mesmo número de pontos que Egídio Zandamela.

 

SPORTING DE QUELIMANE VENCE NA ESTREIA NA LIGA MOZAL

 

Na partida inaugural da competição, o Sporting de Quelimane estreou-se na Liga Mozal com vitória derrotado a formação da União Juvenil de Napipine por 63-39, com 27-29 ao intervalo da contenda.

 

Para vitória dos leões de Quelimane muito contou a prestação do sul-africano Douglas Kandulo que anotou 19 pontos bem como dos gêmeos Pio e Augusto Matos que contribuíram com 10 e 16 pontos, respectivamente.

 

Na segunda partida da primeira jornada o Maxaquene derrotou ao Ferroviário de Nampula por 71-53, com 43-24 ao intervalo, numa partida em que os “tricolores” contaram com o contributo de 16 pontos de Joaquim Chume, 10 de Ronaldo Geneto e igual número de  Edilson Tivane.

 

Já do lado dos estreantes “locomotivas” de Nampula realce para a prestação do veterano Octávio Magoliço que anotou 14 pontos e capturou 9 ressaltos, enquanto Fernando Mandlate outro jogador experiente que regressou às quadras contribuiu com 10 pontos e três ressaltos.

 

Por seu turno, o Ferroviário de Maputo que estreou no banco técnico o treinador Horácio Mattis não teve dificuldades para ultrapassar a A Politécnica, que foi carrasco dos “locomotivas” no Campeonato da Cidade de Maputo, vencendo por 68-32, apoia 37-14 ao intervalo.

 

Nos “locomotivas” da capital do país há a realçar a prestação de Yuran Biosse que anotou 11 pontos e capturou 6 ressaltos, numa tarde em que os politécnicos estiveram irreconhecíveis.

 

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .