desporto mocambicano

Encontro entre Locomotivas de Lichinga e Militares termina com disparos de gás lacrimogénio

  • 1727

O jogo Ferroviário de Lichinga e Matchedje de Maputo terminou com disparos de gás lacrimogénio, lançados pela polícia para dispersar a confusão que se instalou no final do jogo que terminou empatado a uma bola. Os donos da casa chegaram ao golo do empate já no período de compensação na sequência de uma grande penalidade.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Os “locomotivas” de Lichinga receberam os “militares” no Municipal 1º de Maio que registou boa casa, aliás como tem sido frequente em partidas que ocorrem naquele local, sobretudo pelo facto de a equipa da casa estar a registar bons resultados no Campeonato Nacional de Futebol

 

Foram os donos da casa que iniciaram com as setas apontadas ao ataque, o Matchedje respondeu à medida na busca incessante pelo golo, mas a primeira parte acabou terminando com o empate a prevalecer.

 

Na segunda parte as alterações feitas por Abineiro Ussaca resultaram com Elias Macamo que veio do banco e tirou um soberbo remate do meio da rua, com a bola a ir para no fundo da baliza dos “locomotivas” do Niassa quando estavam jogados os 90 minutos.

 

Já no decurso do último dos 7 minutos de compensação concedidos pelo árbitro, António Munguambe, eis que é assinalada uma grande penalidade. Os "militares"  contestaram a decisão do árbitro, o que obrigou a entrada em campo da Força de Intervenção Rápida para amainar os ânimos.  Turras foi chamado a cobrar e levou a bola para o fundo das redes, restabelecendo a igualdade com que terminou a partida.

 

No final do jogo os jogadores do Matchedje foram exigir justificações à equipa de arbitragem, a FIR voltou a entrar em cena desta feita lançando gás lacrimogéneo, para dispersar a confusão que se instalou, mas atitude sem necessidade e claramente de excesso de zelo por parte da polícia.

 

UNIÃO DO SONGO DERROTA BAÍA DE PEMBA

 

Na outra partida disputada na tarde deste domingo, a União Desportiva do Songo recebeu e derrotou a equipa sensação do Moçambola 2023, o Baía de Pemba, por duas bolas a zero, em jogo realizado no campo da HCB no Songo.

 

Os golos dos “hidroeléctricos” foram marcados no início e no final do jogo, ou seja, Nelson inaugurou o activo quando estavam jogados dois minutos e coube a Abeddy encerrar o marcador quando estavam jogados três minutos de compensação dos 90.

 

Na abertura da jornada, a Associação Desportiva de Vilankulo não foi além de um empate a zero com o Ferroviário de Nacala, o Ferroviário de Nampula recebeu e derrotou o seu homónimo de Quelimane por uma bola a zero na partida que marcou a estreia de Arnaldo Ouana no comando técnico dos “locomotivas” que representam a província da Zambézia.

 

Com 19 pontos, a Black Bulls continua a liderar isolada a prova após empate a zero com o Ferroviário da Beira que é segundo com 14 pontos. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .