O Costa do Sol recebeu e derrotou a União Desportiva do Songo por duas bolas a zero e afastou o campeão em t&iac "/> O Costa do Sol recebeu e derrotou a União Desportiva do Songo por duas bolas a zero e afastou o campeão em t&iac "/>
desporto mocambicano

Costa do Sol vence e afasta União do Songo da luta pelo título

  • 370

O Costa do Sol recebeu e derrotou a União Desportiva do Songo por duas bolas a zero e afastou o campeão em título da luta pela conquista do Canecão do Moçambola 2023. Com golos da armada malawiana “canarinha”, Chissala e Chirwa, a turma de Horácio Gonçalves pulou para a quarta posição na tabela classificativa, com 33 pontos, mais um que os “hidroeléctricos”.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Numa tarde fria e marcada pelo vento, a União Desportiva do Songo foi à casa do Costa do Sol, acalentando ainda a possibilidade de chegar ao título, ainda que dependendo de terceiros, pelo que se esperava que fosse a equipa a mandar no jogo. Pelo contrário, foram os donos da casa a mandar na partida, com o primeiro sinal de perigo com um remate rasteiro de Chester defendido com segurança por Guirrugo.

 

Pouco depois foi a vez de Mexer tirar um remate de fora da grande-área, mas sem grande perigo para o guarda-redes “hidroeléctrico” que outra vez não teve dificuldades para controlar o lance, naquela que foi uma das raras situações de perigo ao longo da primeira parte.

 

A segunda parte voltou a ser dominada pelo Costa do Sol de aos 63 minutos o defesa central Agenor Sande fez um mau alívio com a bola acaba por ficar com Chissala que ficou na cara de Guirrugo e fez o que lhe competia, mandando a bola para o fundo das malhas, inaugurando o activo.

 

Pouco depois, Chester teve uma oportunidade de visar a baliza contrária, mas o seu remate acabou por sair frouxo e sem perigo para a baliza defendida por Guirrugo que controlou a situação.

 

A União do Songo reagiu e o foi por intermédio do malawiano John Banda que do meio da rua tirou um remate cheio de intenção, mas sem grande perigo para a baliza de Joaquim, guarda-redes que viu a cartolina amarela por mau comportamento ao insurgir-se contra uma decisão da equipa de arbitragem.

 

Porém, face a maior avalanche ofensiva o Costa do Sol chegou ao segundo golo, numa jogada de envolvimento ofensivo que começa com um roubo de bola no seu meio-campo, com Mbulu a fazer uma preciosa assistência ao seu compatriota Chester que fez o que lhe competia ao encostar a bola para o fundo das redes de Guirrugo, quando estavam decorridos 72 minutos.

 

Nos minutos  seguintes o Costa do Sol esteve mais próximo de chegar ao terceiro golo do que a União Desportiva do Songo a reduzir a desvantagem. Já em cima do apito final da contenda, Isac de Carvalho esteve próximo do três zero, mas o seu remate acabou por sair por cima da baliza “hidroelétrica”, sendo que pouco depois o árbitro Berton Lifiando deu por terminada a partida.

 

“Terminar o campeonato com futebol positivo” – Horácio Gonçalves, Treinador do Costa do Sol

 

“Toda gente sabe das dificuldades que tivemos na segunda volta, tivemos lesões graves e jogadores castigados, com o plantel pequeno sabíamos que corríamos esse risco, começamos o campeonato atrasados em 9 pontos, mas fomos recuperando e na segunda volta se tivéssemos o plantel completo teríamos uma palavra a dizer. Agora temos que terminar o campeonato de uma melhor forma, com futebol positivo que nós praticamos e demonstramos que estamos prontos para lutar pelo título e para o ano estaremos aqui para lutar e sermos campeões”.

 

“Não fomos competentes para ganhar” – Carlos Manuel, Treinador-Adjunto da União do Songo

 

“Estaremos arredados da possibilidade de ganhar o título ao perdermos num jogo em que vínhamos para ganhar e esperar pelas contas finais do campeonato, mas hoje não fomos competentes o suficiente para ganhar o jogo. Fomos uma equipa apática, ainda fizemos uma segunda parte razoável, mas cometemos dois erros defensivos que nos custaram caro, ofensivamente não estivemos muito bem e o Costa do Sol não tem culpa disso e está de parabéns pela vitória. Vamos fazer o último jogo em casa para ganhar e melhorar a nossa classificação. O que nos resta é continuar a trabalhar para fecharmos o campeonato com a chave de ouro e preparar os dois jogos que teremos para a Taça de Moçambique que é a única competição que nos sobra, visto que temos o campeonato perdido.

 

FICHA TÉCNICA

ÁRBITRO: Berton Lifiando, auxiliado por Teófilo Mungói (1º assistente), Alcides Dombe (2º assistente) e António Munguambe (4º árbitro)

COSTA DO SOL: Joaquim, Ciganinho, Chico Mioche, Chico Muchanga e Jorge; Chester, Chirwa Mexer (Aly 85’); Mbulu (Boyomo, 90+2) Isac (Loyd 90+1) e Chissala (Marty 90+2)

 

SUPLENTES NÃO UTILIZADOS: Victor, Aly, Abu, Danilo, Alex, Loyde, ,Ussama, Núrio, Lucky

TREINADOR: Horácio Gonçalves

 

UNIÃO DESPORTIVA SONGO: Guirrugo, Amorin (Abedy 73’), Agenor Sande, Sidique Sataca, Tinotenda Muringai (Djakama 89’) Muzaza, Fopa (Xaimin Mailosse 81’), John Banda, Dominguez (Oscar Benjamim 81’), Nelson Drivassone (Jimmy 73’) e Reginaldo

 

SUPLENTES NÃO UTILIZADOS: Valério Macuácuà, Dayo António, Bheu, Ifren, Dário, Abedy, Allan, Alberto Chumbo, Oscar Benjamim

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .