desporto mocambicano

Confirmadas selecções para o apuramento ao AfroBasket e AfroCan em Bulawayo

  • 1185

Já são conhecidas as selecções que vão disputar o apuramento para o Campeonato Africano de Basquetebol Sénior Feminino – AfroBasket 2023 e para o Campeonato Africano Interno em masculinos – AfroCAN que terão lugar em simultâneo de 20 a 28 de Fevereiro, em Bulawayo, no Zimbabwe.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Com efeito, para a qualificação feminina estão confirmadas seis selecções, nomeadamente, a anfitriã Zimbabwe, Moçambique, Angola, Malawi, África do Sul e Zâmbia. É deste grupo de selecções que será apurado o representante da Zona VI para o AfroBasket 2023 que terá no Ruanda, entre os dias 26 de Julho e 6 de Agosto, na cidade de Kigali.

 

No último AfroBasket realizado em 20221, na cidade de Yaoundé, nos Camarões, a Zona VI teve dois representantes Angola e Moçambique que ocupou a 5.ª posição com um registo de três vitórias e igual número de derrotas.

 

Recordar que já estão apuradas para o AfroBasket 2023 as selecções da Nigéria (campeã), Mali (vice-campeã), Camarões (terceiro classificado) e Senegal (quarto colocado), sendo que a prova terá a participação de 12 selecções.

 

O Afrobasket 2023 vai apurar as quatro selecções que tomarão parte no Torneio Pré-Olímpico Africano de qualificação a decorrer de 12 a 20 de Agosto num país ainda por indicar e que vai ditar a selecção africana que irá aos Jogos Olímpicos Paris 2024.

 

CINCO SELECÇÕES DISPUTAM ACESSO AO AFROCAN

 

Entretanto, para a prova masculina de apuramento ao AfroCan 2023 estão inscritas cinco selecções que vão disputar a única vaga que dará acesso a fase final da prova agendada para o mês de Julho, num país ainda por indicar. Para a prova que terá lugar em Bulawayo estão inscritas as selecções do Zimbabwe, Moçambique, África do Sul, Zâmbia e Malawi.

 

Para o AFROCAN a FIBA-África deu a conhecer que estão já qualificadas as selecções da República Democrática do Congo (Campeão), Quénia (vice-campeão), Angola (terceiro classificado) e Marrocos (quarto lugar) em virtude de terem chegado às meias-finais da edição 2019.

 

Moçambique vai procurar pela primeira vez participar nesta prova, depois de em 2019 ter desistido da competição por questões financeiras, depois de ter conseguido a qualificação para prova, tendo o seu lugar sido ocupado pela convidada Quénia que acabou vencendo a prova.

 

SELECÇÃO FEMININA DE BASQUETEBOL PARALISA PREPARAÇÃO

 

A selecção sénior feminina de basquetebol de Moçambique paralisou os treinos que vinha observando no âmbito da sua preparação rumo a fase de qualificação ao AfroBasket 2023, apuramento que terá lugar em Bulawayo, na Zimbabwe, de 20 a 28 de Fevereiro.

 

Em causa está a exigência das atletas convocados do pagamento dos subsídios relativos ao transporte e presença nos treinos do combinado nacional que iniciaram a 12 de Janeiro. A paralisação ocorreu a 25 de Janeiro, tendo sido interrompida a preparação que vinha sendo feita em duas sessões diárias, uma matinal e outra nocturna.

 

Consta que a Federação Moçambicana de Basquetebol aguarda pela libertação dos fundos para esta campanha, tendo em conta que a selecção sénior feminina terá um patrono, concretamente a a multinacional Total Energies empresa que vai investir neste projecto de massificação da bola-ao-cesto e no apoio a selecção feminine cerca de. 1 milhão 270 mil dólares americanos (cerca de 82 milhões, 550 mil Meticais) a serem aplicados ao longo de três anos de duração da iniciativa.

 

Refira-se que o acordo com a Total Energies foi assinado a 12 de Novembro de 2022 com a Secretaria de Estado do Desporto que através do Fundo de Promoção Desportiva vai canalizar os fundos para o desenvolvimento das várias actividades inseridas no projecto, incluindo a preparação e participação da selecção feminina nas provas que deverão culminar com a presença na etapa de qualificação aos Jogos Olímpicos Paris 2024.

 

Esta paralisação da preparação da selecção nacional preocupa a equipa técnica liderada por Carlos Aik que viu interrompido o trabalho que vinham realizando, sobretudo a ligada a recuperação física das atletas que veem de um período de férias tendo em conta que as provas ainda não iniciaram ao nível do basquetebol nacional.

Entretanto, a selecção nacional retomou a sua actividade na noite desta segunda-feira, 30 de Janeiro, aguradando ainda pela solução das questoes colocadas. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .