Os pugilistas moçambicanos continuam a registar resultados positi "/>  

 

Os pugilistas moçambicanos continuam a registar resultados positi "/>

desporto mocambicano

Benilde, Solomone e Sigaúque avançam para os quartos da qualificação olímpica no boxe

  • 485

 

 

Os pugilistas moçambicanos continuam a registar resultados positivos na fase de qualificação aos Jogos Olímpicos Paris 2024 prosseguindo a caminhada rumo a prova que vai ter lugar no próximo ano. Com efeito, dos quatro moçambicanos que estiveram em actividade nesta segunda-feira, 11 de Setembro, registaram vitórias e estão apuradas para os quartos-de-final  do apuramento que decorre em Dakar, no Senegal.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Em femininos Benilde Macaringue que competiu na categoria dos 57 kg venceu a Camaronesa Dorine Mambou por 3:2  e vai defrontar nos quartos-de-final a ter lugar na quarta-feira, dia 13, a senegalesa Maŕiatou Diallo.

 

Em masculinos o capitão da selecção nacional Gabriel “Solomone” Albino que joga

na categoria dos 92 kg venceu ao pugilista Argnany Londji do Gabão por 3:2 e vai enfrentar o queniano Perter Alwanga nos quartos-de-final também no dia 13.

 

Por seu turno, Armando Sigauque (dos 57 kg) venceu o actual campeão Africano da categoria Soulaimane Samghoulido do Marrocos por 3:2 e vai defrontar na quarta-feira o keniano Samuel Wairimo.

 

Dos quarto pugilistas moçambicanos que estiveram em cena nesta segunda-feira,Yassine Nordine (da categoria dos 51 kg) perdeu diante do zambiano Patrick Chinyemba, um pugilista com larga experiência internacional.

 

MUXANGA NOS OITAVOS E MARIME ELIMINADO

 

Entretanto, no domingo, 10 de Setembro, o pugilista moçambicano Tiago Muxanga venceu por RSC (o árbitro parou o combate) o pugilista das Ilhas Seicheles Shain Boniface e qualificou-se para os quartos-de-final do apuramento olímpico que decorre em Dakar.

 

Muxanga vai defrontar Mbiya Kulenguluka da República Democrática do Congo, no dia 13, na luta por um lugar nas meias-finais.

 

Por outro lado, Bernardo Marime que não continuou o combate por decisão do juiz, tendo em conta que teve um sangramento na cabeça numa altura em que estava em vantagem no combate frente ao marroquino Abdelhaq Nadir, por recomendação medica, depois de ter sofrido um corte na cabeça. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .