Terminou a fase de grupos da segunda edi& "/> Terminou a fase de grupos da segunda edi& "/>
desporto mocambicano

A Politécnica - Maxaquene e Ferroviário da Beira - Lazio disputam acesso às meias-finais

  • 89

Terminou a fase de grupos da segunda edição da Liga Sasol de Basquetebol Sénior Feminino com as equipas do Costa do Sol e Ferroviário de Maputo a confirmarem a sua supremacia, ao terminarem a etapa sem derrotas, ou seja, conseguiram seis vitórias em igual número de jogos. Com o desfecho da de grupos, já são conhecidos os cruzamentos para a fase seguinte com A Politécnica a defrontar o Maxaquene e Ferroviário da Beira a medir forças com a Lázio de Maputo, partidas  que marcam a disputa do acesso às meias-finais, aonde já estão apurados o Ferroviário de Maputo e Costa do Sol, equipas  primeiras classificadas do Grupo A e B, respectivamente.

 

Por Redacção LanceMZ e Jaime Machel (Fotos)

 

Na derradeira jornada pelo Grupo A, a turma da Lazio de Maputo enfrentou a formação do Clube Municipal da Beira que procurava a sua primeira vitória na competição, daí que entraram a todo gás e saíram a vencer por 16-21, no final do primeiro quarto, vantagem essa que continuou ao longo dos dez minutos seguintes visto que a equipa de Rui Alfredo saiu para o intervalo a vencer por nove pontos de diferença, com o placard a assinalar 28-37.

 

VEJA O RESUMO NO NOSSO YOUTUBE

 

No reatar da partida Cleto Chissico orientou as suas pupilas para apertarem não defesa e conseguiram um parcial de 17-11 que permitiu reduzir a desvantagem para três pontos, visto que no final desta etapa o resultado era de 45-48.

 

Nos últimos dez minutos veio ao de cima experiência de Onélia Mutombene que anotou 15 pontos em todo jogo e foi bem acompanhada pelas irmãs Dorcas e Dores Matsinhe que marcaram. 14 e 15 pontos respectivamente, anulando a prestação de Nelcita Jone autora de 13 pontos que não foram suficientes para evitar a sexta derrota do Clube Municipal da Beira que desta feita perdeu por 66-54. 

 

COSTA DO SOL IMPERIAL

 

Na outra partida do Grupo A, o Costa do Sol acabou chegando a sua sexta vitória, apesar de ter enfrentado algumas dificuldades perante a A Politécnica que depois de sair em desvantagem de 12 pontos no final do primeiro quarto que terminou com o resultado de 9-21, melhorou a sua prestação nos dez minutos seguintes em que terminou com seis pontos a separarem as duas equipas, pois o intervalo chegou com o marcador a assinalar 28-34.

 

No terceiro quarto a equipa orientado por Hélio de Sousa que não contou com as influentes jogadoras Lacelissa Vilanculos e Carina Mariano começou a não ter pernas para aguentar com o ritmo imposto pelas “canarinhas” que tinham em Sheila Ventura a ser certeira da linha dos três pontos em que fez quatro lançamentos e acertou todos terminando a partida com 12 pontos, levando o Costa do Sol a uma vantagem de 11 pontos, com 38-49 no final da terceira etapa.

 

No último quarto, Leonel Manhique orientou para que as suas pupilas pisassem no acelerador e aí vieram ao de cima as potencialidades de Shelsea Rafael que anotou 14 pontos e Nilza Chiziane que mandou debaixo das tabelas ao marcar 11 pontos, contribuindo para a vitória por 31 pontos, pois ao cabo de 40 minutos de jogo o marcador era de 47-78 favorável as campeãs em título.

 

Com este desfecho, o Costa do Sol terminou em primeiro no grupo com 12 pontos, seguido da A Politécnica com 9 em igualdade pontual com a Lazio que terminou em terceiro devido ao seu coeficiente que é de 0.83 contra 0.89 das politécnicas.

 

FERROVIÁRIO DA BEIRA  CONFIRMA POTENCIAL

 

No Grupo B, o Ferroviário da Beira confirmou as suas potencialidades ao terminar em segundo lugar e na última jornada teve pela frente a frágil formação do Mucopelinhas de Nacala que no final do primeiro quarto já perdia por 4-9, uma primeira parte em que as duas equipas produziram pouco ainda que ao intervalo as “locomotivas” do Chiveve estivessem a vencer por 13 pontos de diferença, com as duas equipas a irem para o descanso com o marcador a assinalar 8-21.

VEJA O RESUMO NO NOSSO YOUTUBE

Na segunda parte, o domínio das meninas do Chiveve acentuou-se ainda mais, com as nacalenses a demonstrarem dificuldades para pontuar, marcando apenas 7 pontos no terceiro quarto, que terminou com o marcador a assinalar 16-35.

 

Nos últimos dez minutos Iolanda Francisco que anotou 19 pontos e capitulou 8 ressaltos todos defensivos, puxou a sua equipa para a terceira vitória na competição, desta feita por 22-47.

 

“LOCOMOTIVAS” DE MAPUTO CHEGAM A SEGUNDA CHAPA-100

 

O Ferroviário de Maputo prosseguiu a sua saga vitoriosa na segunda edição da Liga Sasol de Basquetebol Sénior Feminino ultrapassando o Maxaquene na sexta jornada, pois as “tricolores” demonstraram muitas dificuldades para acompanhar o ritmo das “locomotivas” que depois de terem uma vantagem de 14 pontos (16-30) no final do primeiro quarto, ampliaram a diferença para 26 pontos ao intervalo que chegou com o placard a assinalar 52-26.

 

Nasir Salé que trabalha para a reconquista do título apostou na jovem Rosa Cossa autora de 26 pontos e 5 ressaltos como uma das suas armas letais, esticando o domínio do Ferroviário de Maputo que no final do terceiro quarto vencia por avassaladores 42 pontos de diferença, ou seja, 82-40.

 

As “locomotivas” demonstraram ser uma verdadeira máquina de marcar pontos, com a experiente Anabela Cossa a terminar a contenda com 30 pontos e 5 ressaltos, enquanto que Flávia Alcino esteve à beira de um duplo-duplo ao anotar 11 pontos e capturar 9 ressaltos, o que contribuiu para a vitória por 55 pontos de diferença, 106-51, a segunda “chapa-100” alcançada pelo Ferroviário de Maputo nesta competição.

 

A equipa de Nasir Salé terminou a fase de grupos com seis vitórias o equivalente a 12 pontos, sendo seguida pelo Ferroviário da Beira que graças ao seu coeficiente de 0.92 superou o Maxaquene que também teve três vitórias e 9 pontos, terminando na terceira posição. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .