desporto mocambicano

Srdjan Zivojnov lamenta derrota e reconhece experiência do Petro de Luanda

  • 1663

Foi uma vez mais da bancada que o treinador sérvio Srdjan Zivojnov acompanhou o jogo da Afrotaças da União Desportiva do Songo por não estar qualificado para sentar-se no banco e orientar os campeões nacionais, de acordo com os ditames da Confederação Africana de Futebol. No final da contenda o técnico foi a conferência de imprensa e mostrou-se optimista para o jogo da segunda mão, apesar da derrota por 2 a 1 diante do Petro de Luanda no jogo deste Domingo no Estádio Nacional do Zimpeto.

 

Por Artur Manhique e Jaime Machel (Fotos)

 

Quanto ao resultado da partida, o mesmo acredita que a sua equipa soube lutar e controlar a primeira parte, mas na segunda etapa perdeu a concentração e cometeu dois erros e a equipa visitante, com a experiência que possui nas grandes competições, soube aproveitar e marcou dois golos, mas garante que vai a Angola encarar a segunda mão com objectivo de ganhar a partida.

 

“Primeiro gostaria de saudar os meus jogadores por terem se batido bem, sobretudo na primeira parte em que conseguimos terminar com o zero a zero no marcado. Na segunda parte perdemos concentração em duas ocasiões, diante de uma equipa experiente que soube como punir os nossos erros. A equipa do Petro é bastante experiente, está junta há muito tempo, para nós esta foi uma boa experiência, sobretudo pelo facto de termos muitos jogadores que se estreiam a este nível”, disse o técnico da União do Songo.

 

“Sobre o resultado dizer que não estamos assustados, iremos para Angola para tentar ganhar e tentar mudar este resultado, para mim está tudo aberto. Agora o mais importante é recuperar os jogadores depois do jogo”, disse Srdjam Zivojnov

 

O treinador sérvio reconheceu o poderio da equipa angolana que busca a sua sétima presença na fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

 

“O Petro é uma equipa que está habitualmente na Liga dos Campeões esta é a primeira vez para esta geração de jogadores que está na União do Songo. Sobre o facto de termos mais jogos nas pernas, 19 contra o primeiro do nosso adversário, dizer que o Petro de Luanda, dizer que a equipa angolana é bastante experiente, sabem jogar para o resultado, criaram algumas oportunidade e souberam marcar aproveitando os dois nossos dois erros, a nossa equipa esteve bem por isso acredito na possibilidade de ganhar em Angola, visto que a equipa não mostrou nada de especial que nos possa intimidar”, referiu o treinador.

Por seu turno o capitão da União Desportiva do Songo, Sidique Sataca, considerou que “o jogo foi dividido em dois momentos, em que na primeira parte entramos a controlar o adversário experiente neste tipo de competições por isso não deveríamos entrar de uma forma precipitada, visto que eles têm jogadores com uma qualidade acrescida e alguns momento conseguimos criar algumas situações de golo que não conseguimos concretizar. Na segunda parte o jogo foi mais dividido, a nossa equipa entrou a pressionar o Petro e sofremos o golo numa situação de bola parada sofremos o primeiro golo. No cômputo geral foram detalhes que fizeram a diferença, não tem nada haver com o ritmo competitivo, acho que está tudo em aberto e podemos chegar a Angola e marcar um golo que pode fazer a diferença. Temos que corrigir os erros que cometemos neste jogo”. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .