desporto mocambicano

Sidat elogia reeleição e considera que Infantino está comprometido com o futebol

  • 596

A eleição de Gianni Infantino para mais um mandato à frente dos destinos da FIFA, como presidente, contou com a participação de Feizal Sidat, Presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) que tomou parte no Congresso na companhia do Vice-Presidente para a Alta Competicao, Amir Gafur, e o Secretário Geral da FMF, Hilário Madeira. Após a eleição, Sidat considerou que “Infantino está comprometido com o futebol”.

 

“Participamos no Congresso da FIFA aqui em Kigali, no Ruanda, um excelente país, que culminou com a reeleição do Presidente Infantino que é uma pessoa comprometida com o futebol, principalmente nos países africanos. Sem dúvida que foi uma reeleição merecida por tudo aquilo que tem feito pelo futebol no Mundo, em particular em África”, disse Sidat.

 

O Presidente da FMF disse esperar que a continuidade de Infantino na presidência da FIFA represente a continuidade dos projectos que o organismo máximo tem no sentido de apoio ao desenvolvimento do futebol moçambicano.

 

“Como Moçambique estamos de mãos dadas com a FIFA, com o Presidente Infantino e com a sua equipa de trabalho, com quem temos trabalhado muito de perto em todos projectos, acreditamos que com esta reeleição irá fortificar muito mais a nossa união, para o bem do país e para o bem de África”, comentou o presidente da FMF.


Infantino afirmou que seu objetivo nos próximos quatro anos é direcionar esforços em competições e desenvolvimento do futebol – "porque é isso que nós fazemos, organizar campeonatos e desenvolver o futebol".


Ao longo dos últimos sete anos, Infantino alterou a paisagem do futebol mundial. No movimento mais notório, ampliou o número de participantes do Campeonato do Mundo masculino de 32 para 48 seleções – houve uma tentativa de fazer isso já para a edição de 2022, no Catar, mas a novidade só vai estrear em 2026, nos EUA, México e Canadá. O Campeonato do Mundo Feminino também passou por um processo de expansão sob a batuta de Infantino. A edição de 2023, a ser realizada na Austrália e na Nova Zelândia, terá 32 seleções – eram 24 até 2019.  (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .