O Costa do Sol registou a sua primeira vi "/> O Costa do Sol registou a sua primeira vi "/>
desporto mocambicano

Serviços mínimos de Mbulu fazem canário voar pela primeira vez no Moçambola 2023

  • 573

O Costa do Sol registou a sua primeira vitória no Campeonato Nacional de Futebol - Moçambola 2023, com um golo solitário e madrugador do malawiano Richard Mbulu, mas que acabou por ser suficiente para vergar a equipa do Baía de Pemba FC. Este triunfo desanuvia o clima de tensão que se assistia na turma “canarinha”, depois de duas derrotas nas jornadas iniciais da competição, que levaram a Direcção do clube a tecer duras críticas às arbitragens apelando inclusive a intervenção da Procuradoria Geral da República para acabar a pretensa corrupção no seio dos homens do apito.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Na recepção ao Baía de Pemba FC que solicitou a permuta do jogo pelo facto de ainda não ter condições para acolher os seus jogos na capital de Cabo Delgado, o Costa do Sol apresentou-se com clara intenção de reverter o cenário preocupante caracterizado pelos dois desaires anteriores.

 

E foi ao terceiro minuto de jogo que os “canarinhos” ganharam um pontapé de canto, com Jorge a cobrar para o interior da área onde apareceu o malawiano Richard Mbulu que cabeceou com força e colocado para o fundo das redes do guarda-redes Horácio que foi recolher a bola no fundo das redes. Era o golo madrugador dos “canarinhos” que assim inauguraram o activo e desanuviaram a pressão dos últimos dias.

 

Os pupilos de Horácio Gonçalves ficaram mais soltos e apresentavam um futebol mais desenvolto, com triangulações perfeitas, com Mbulu a combinar bem com Loyd que rematou com força, mas a escassos centímetros da baliza dos baianos.

 

Na sequência de um livre cobrado pela esquerda, Mbulu voltou a ameaçar a baliza de Horácio que estava atento e evitou aquele que poderia ter sido o segundo golo para a equipa da casa.

 

Já em cima do intervalo, o Baia de Pemba reclama uma grande penalidade não assinalada pelo árbitro Wilson Muianga que considerou não haver espaço para tanto, após Chico Muchanga tocar nas costas do jogador Cuadrado que se preparava para ficar cara-a-cara com o guarda-redes Victor.

 

Na segunda parte foi o Baía de Pemba a equipa que mais vezes procurou o golo, com Abu a ensaiar um remate do meia da rua, mas Victor Guambe mostrou estar atento entre os postes ao fazer uma defesa apertada para evitar o golo.

 

Na resposta Mbulu ganhou espaço pela direita fez um centro açucarado, mas nenhum dos seus companheiros do ataque deu acompanhou a jogada que poderia ter sido finalizada com um ligeiro toque para o fundo da baliza, perdendo-se uma das raras oportunidades na segunda parte para a turma “canarinha”.

 

A turma de Pemba voltou a estar próxima do golo de empate quando Nely faz um centro da esquerda para direita onde aparece Mbaraca a tirar um remate rasteiro que obriga a nova defesa apertada de Victor Guambe que foi obrigado a aplicar-se para assegurar a magra vantagem da sua equipa com que terminou o jogo. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .