A Federação Moçambicana de Futebol já aprovou o regulamento de premiação que estará em vigor "/> A Federação Moçambicana de Futebol já aprovou o regulamento de premiação que estará em vigor "/>
desporto mocambicano

Qualificação ao Mundial 2026 vale um milhão de prémio aos Mambas e vitória 80 mil Meticais

  • 554

A Federação Moçambicana de Futebol já aprovou o regulamento de premiação que estará em vigor ao longo da fase de qualificação ao Campeonato do Mundo de Futebol de 2026, cuja campanha inicia a 16 de Novembro com Moçambique a defrontar o Botswana. Em reunião realizada a 8 de Novembro decorrida na sede da FMF, a Direcção presidida por Feizal Sidat decidiu fixar o prémio de qualificação em 1 milhão de Meticais, sendo que ao longo dos jogos que os Mambas vão realizar o prémio por vitória foi estabelecido em 80 mil e o empate vale 40 mil Meticais.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Segundo a tabela ora aprovada foi fixado o valor de 600 dólares americanos (cerca de 39 mil Meticais) como o pocket money pelo período inteiro em que o combinado nacional estiver no exterior e  1,500.00 Meticais  apenas para o território nacional.

 

A FMF faz saber que a “premiação será reduzida para 50% caso não haja possibilidade matemática de qualificação”, acrescentando que a mesma “deve ser paga na totalidade conforme a disponibilidade dos fundos e decisão da direcção da FMF, até sessenta (60) dias após o jogo”.

 

REGULAMENTO PARA EVITAR MAU AMBIENTE

 

Refira-se que a aprovação deste regulamento de premiação surge depois das polémicas que ocorreram no seio dos Mambas, concretamente em Fevereiro último aquando da participação no CHAN-2022 decorrido na Argélia e no estágio decorrido em Outubro passado no Algarve, em Portugal, no qual os jogadores da selecção nacional paralisaram as suas actividades exigindo a melhoria da premiação e das ajudas de custo (pokect money).

 

A FMF refere que o documento que estabelece a premiação foi “meticulosamente elaborado pela Direcção Executiva com o claro e inequívoco objectivo de: expor com clareza as condições oferecidas às delegações, com vista a  garantir a justiça e a equidade, tendo em conta que a transparência é essencial para garantir que todos os envolvidos compreendam as regras e critérios que regem as premiações”.

 

A FMF espera que com este documento e  sua ampla divulgação consiga “evitar um mau ambiente no seio dos Mambas, sendo fundamental que a selecção nacional, os Mambas, se concentre no seu desempenho e resultados nas competições. A clareza e a justiça na distribuição das premiações ajudarão a manter um ambiente de trabalho saudável e harmonioso, crucial para o sucesso da nossa selecção”, espera a FMF.

 

O organismo dirigido por Sidat, espera ainda que este regulamento “permita que haja foco no trabalho, desempenho e resultados, para que as delegações e os jogadores possam se concentrar no que mais importa: o futebol, eliminando quaisquer incertezas ou preocupações relacionadas às premiações, proporcionando a todos os envolvidos a tranquilidade necessária para alcançar o seu melhor desempenho nas competições. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .