desporto mocambicano

Público de volta ao Zimpeto para ver Mambas jogar

  • 426

O jogo Moçambique – Zâmbia deste domingo, 24 de Julho, a contar para a primeira mão da primeira eliminatória de acesso ao CHAN-2022 terá um significado especial para o futebol moçambicano, pois trata-se do regresso da selecção nacional de futebol à sua casa, ou seja, depois de mais de dez meses os Mambas voltam a jogar no seu Estádio Nacional do Zimpeto que esteve interdito pela Confederação Africana de Futebol (CAF), por não reunir requisitos exigidos para acolher jogos internacionais.

 

O facto vai significar que o público amante e seguidores dos Mambas poderão voltar a ver a sua selecção jogar em casa, o que está a gerar uma expectativa enorme no seio dos amantes do futebol nacional que prometem afluir em massa ao maior estádio nacional para testemunhar in loco a estrelas nacionais a jogar.

 

O Estádio Nacional do Zimpeto foi interdito em Setembro de 2021 por ter o seu relvado de jogos degradado, bem como não havia condições nos sanitários públicos, a iluminação apresentava-se deficiente, não existia vedação que separava o espaço de chegada das equipas e o acesso dos espectadores, entre outros aspectos que para os olhos da Confederação Africana de Futebol não eram das melhores para a realização de jogos internacionais.

 

INVESTIDOS 45 MILHÕES DE METICAIS

 

O Fundo de Promoção Desportiva (FPD), o braço económico e financeiro da Secretaria de Estado do Desporto, pôs mãos à obra e investiu cerca de 45 milhões de Meticais, fazendo obras de grande vulto, com destaque para a colocação da nova relva, melhoria dos balneários das equipas, a colocação de iluminação que permita a realização de jogos noturnos, entre outras benfeitorias.

 

As melhorias realizadas permitiram a CAF fazer uma aprovação condicional ao recinto, permitindo que acolha o jogo Moçambique – Zâmbia, estando o recinto em ‘stand by” para acolher os jogos da fase de qualificação ao CAN-2023, sendo que Moçambique deverá receber em casa a sua congénere do Senegal de Sadio Mané.

 

O FPD promete colocar o Estádio Nacional do Zimpeto em condições para acolher os jogos de apuramento ao CAN-2023, sendo que estão em curso as obras remanescentes que incluem a colocação da vedação exterior, a reabilitação dos sanitários públicos, entre outras benfeitorias, que irão custar aos bolsos do Estado moçambicano cerca de 15 milhões de Meticais.

 

ZIMPETO ESTARÁ PRONTO ATÉ SETEMBRO

 

O Secretário de Estado do Desporto, Carlos Gilberto Mendes, assegurou que até Setembro próximo o Estádio Nacional do Zimpeto vai corresponder às exigências impostas pela CAF para que possa voltar a acolher jogos sob sua égide.

 

Refira-se que para além da selecção nacional de futebol o maior recinto desportivo construído após independência foi indicado como o local de realização de jogos da Associação Black Bulls (representante na fase de acesso à Liga dos Campeões Africanos) e Ferroviário da Beira (que vai competir na Taça das Confederações) nas Afrotaças que se avizinham.

 

Por outro lado, o Ferroviário de Maputo também vai realizar parte dos seus jogos no Moçambola 2022 no Estádio Nacional do Zimpeto durante o período que o seu campo oficial de jogos, o Estádio da Machava estiver a beneficiar obras de reabilitação para corresponder aos padrões exigidos pela Confederação Africana de Futebol.

 

Bilhetes à venda ao preço único de 200 Meticais

 

A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) já iniciou o processo de venda dos bilhetes que garantirão acesso ao Estádio Nacional do Zimpeto aos espectadores que quererão ver a selecção nacional de futebol diante da sua congénere da Zâmbia, no próximo domingo, 24 de Julho.

 

Vários são os locais de venda do rectângulo mágico que permitirá o acesso ao Zimpeto e os bilhetes estão à venda ao preço único de 200 Meticais, não havendo distinção da bancada a que o público terá acesso, apesar do jogo realizar-se no período diurno, o que fará com que parte das bancadas poderão ter insciência do sol e outras cobertas pela sombra.

 

O Estádio Nacional do Zimpeto tem a capacidade de acolher 42 mil espectadores, mas é preço crível que as bancadas estejam repletas, tendo em conta o preço do bilhete e o cariz do encontro que não vai envolver as principais selecções dos dois países. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .