desporto mocambicano

Panguana, Gramane e Macaringue isentas da primeira eliminatória e Bagão será a primeira a competir no Mundial de Boxe

  • 495

 

Já é conhecido o alinhamento dos combates do Campeonato do Mundo de Boxe a iniciarem esta quinta-feira, 16 de Março, em Nova Deli, na Índia. As pugilistas Alcinda Panguana, Rady Gramane e Benilde Macaringue estão isentas da primeira eliminatória, enquanto que Helena Bagão será a primeira a competir já no primeiro dia de competição.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Com efeito, o sorteio realizado nesta quarta-feira, 15, ditou que Helena Bagão vai entrar em cena na sessão das 18:00 horas locais (14:30h em Maputo) devendo defrontar a pugilista do Quénia, Ann Maithori, na categoria dos 50-54kg, para a qual estão inscritas 30 pugilistas. Recordar que Bagão foi medalha de bronze no Campeonato Africano decorrido em Maputo em 2022 e mais recentemente em Fevereiro último também conquistou igual medalha no Torneio Internacional de Boxe – Golden Belt Series decorrido em Marraquexe, no Marrocos.

 

A segunda pugilista moçambicana será Benilde Macaringue (52-54kg) que no sábado vai defrontar Karina Tazebekova, da Rússia, numa categoria que conta com 21 participantes, sendo que a pupila de Lucas Sinoia foi sorteada para os oitavos-de-final, tal e qual a sua adversária. Macaringue terá pela frente uma pugilista experiente, sendo que vai procurar fazer valer o trabalho que tem desenvolvido, sobretudo nos últimos meses em que esteve envolvida no Golden Belt Series prova na qual foi derrotada pela a pugilista do Cazaquistão Zhaina Shekebekova.

 

As esperanças em medalhas para Moçambique estão depositadas em Alcinda Panguana e Rady Gramane que só entram em cena na próxima segunda-feira, 20 de Março. Panguana, que foi medalha de prata em Instambul 2022, vai enfrentar a pugilista Regina Lakos, da Hungria, na categoria dos 66-70 kg, que conta com 19 inscritas. Alcinda Panguana, que ostenta o título de campeã africana, chega a este campeonato após conquistar a medalha de ouro no Golden Belt Series de Marraquexe ao vencer a atleta russa Anastasia Demurchian por 5-2. Em Birmingham, nos Jogos da Commonwealth, a “Três Cem” ficou com a medalha de bronze após perder nas meias-finais para a australiana, Kaye Francea Scott, na categoria por 4-1.

 

Rady Gramane, medalha de bronze em Istambul 2022, vai entrar em cena nos oitavos-de-final não conhecendo a sua adversária que deverá sair da combate entre entre a vienamita Quynh Luu Diem e Sokhiba Ruzmetova, do Uzbequistão, categoria dos 70-75kg quem tem 21 atletas inscritas. Gramane, campeã africana na sua categoria, conquistou a medalha de prata nos Jogos da Commonwealth após ter sido derrotada pela canadense Tammara Thibeault que foi medalha de ouro no último mundial Istambul 2022 e que não estará presente nesta prova devido ao boicote apresentado pelo seu país. Em Fevereiro de 2023 Rady Gramane conquistou a medalha de bronze no Golden Belt Series de Marraquexe.

 

Entretanto, a Associação Internacional de Boxe (IBA) confirmou um fundo de prémios lucrativos de 2.4 milhões de dólares americanos para o Campeonato Mundial Feminino a decorrer em Nova Delhi, na Índia, de 15 a 26 de Março. As pugilistas moçambicanas Alcinda Helena Panguana e Rady Adozinda Gramane, que foram medalhistas na edição anterior em Istambul, na Turquia, perfilam como candidatas à conquista dos prémios monetários em disputa.

 

Os vencedores da medalha de ouro em cada uma das 12 categorias de peso receberão 100.000 dólares americanos (cerca de 6 milhões de Meticais), garantindo uma grande recompensa por terminar no topo do pódio. As pugilistas que terminarem como vice-campeãs nas suas categorias receberão 50.000 dólares americanos (cerca de três milhões de Meticais), enquanto os atletas que conquistarem o bronze receberão 25.000 dólares (perto de um milhão e meio de Meticais). (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .