desporto mocambicano

Pamoja Tunaweza na massificação do basquetebol já é uma realidade em Maputo e Matola

  • 644

O projecto “Pamoja Tunaweza”, ou seja, “Juntos Somos Capazes” chegou a província e cidade de Maputo, através do lançamento, no sábado, 22 de Abril, na cidade da Matola da iniciativa que visa massificar a prática do basquetebol, depois de ter sido apresentada em Novembro de 2022, em Quitunda, Distrito de Palma, na Província de Cabo Delgado.

 

Por Alfredo Júnior e Franck Guerreiros (Fotos)

 

Caberá a Escola Moçambicana de Basquetebol, liderada pelo treinador Leonel “Mabê” Manhique, implementar esta iniciativa para a descoberta de novos talentos na modalidade, prevendo-se que envolva numa primeira fase cerca de 600 crianças de ambos sexos.

 

“este projecto significa muito para o basquetebol moçambicano, permite-nos ter condições para trabalhar com os escalões de formação, acredito que com ele estão criadas condições para que continuemos a recrutar talentos a nível da província e cidade de Maputo, transmitindo o ABC da modalidade as crianças os mais cedo possível de modo a que possam chegar às selecções nacionais com alguma qualidade. Já fizemos isso no passado e acreditamos que com as condições que nos foram colocadas à disposição poderemos fazer melhor”, disse Leonel “Mabê” Manhique.

 

Esta é uma iniciativa que conta com o total financiamento do projecto Mozambique LNG, operado pela TotalEnergies, no âmbito de um acordo rubricado com a Secretaria de Estado do Desporto e a Federação Moçambicana de Basquetebol. Roque Sebastião, Presidente da FMB, refere que a iniciativa se enquadra nos programas da federação para o alargamento da base da prática da modalidade.

 

“Esta aqui uma prova viva do pensamento de que só se pode atingir grandes níveis do basquetebol se apostarmos na massificação e essa aposta já se nota em todos cantos do país, temos projectos que temos conhecimentos que estão a ser desenvolvidos em Cabo Delgado, Nampula, Tete, Zambézia e Manica e há resultados já visíveis de que apostando na massificação podemos atingir grandes resultados e tivemos uma equipa no Nacional de juniores que chegou ao pódio que vem de um projecto desta natureza, o que prova que apostando na formação podemos atingir grandes patamares”, disse Roque Sebastião.

 

O projecto “Pamoja Tunaweza” visa o engajamento de diversos actores comunitários, associativos, públicos e privados, com vista a contribuir para o desenvolvimento socioeconómico através da prática desportiva.

 

INTERNACIONAIS MOÇAMBICANAS TESTEMUNHARAM LANÇAMENTO

 

O acto de lançamento foi testemunhado pelas internacionais moçambicanas Vilma e Carla Covane, Stefânia Chiziane e Eleutéria Lhavanguana, algumas das quais deram os primeiros passos na bola-ao-cesto através da Escola Moçambicana de Basquetebol, sendo por isso que elogiam esta iniciativa.

 

“Agradecer a Escola Moçambicana de Basquetebol por abraçar e dar vida a este projecto, estamos felizes por vivenciar o projecto desta natureza, porque ontem fizemos parte, mas do outro lado da bancada do lado da bancada e hoje podemos participar como exemplo e acho gratificante. A qualidade da alta competição ou do desporto de rendimento depende muito da forma como é feita a formação e apostando nesta área é uma forma de garantir um desporto de rendimento com maior qualidade”, considerou Eleutéria Lhavanguana.

 

Quem estava naturalmente satisfeito com o lançamento desta iniciativa eram os petizes que através do mesmo terão uma oportunidade de desenvolver as suas habilidades e perseguir o seu sonho de um dia vir a abraçar a carreira de basquetebolista.

 

Refira-se que o projecto permite que todas as crianças estejam devidamente equipadas através de equipamentos como camisolas, calções e sapatilhas. O “Pamoja Tunaweza” inclui o apoio à selecção nacional de basquetebol sénior feminino e intervenções básicas em infra-estruturas para a prática da modalidade. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .