A África do Sul recuperou de um golo a menos para derrotar Moçambique por 2-1 num Amigável Internacional "/> A África do Sul recuperou de um golo a menos para derrotar Moçambique por 2-1 num Amigável Internacional "/>
desporto mocambicano

Nelson inaugurou o activo, mas Mambas perdem após bis de Hlongwane

  • 144

A África do Sul recuperou de um golo a menos para derrotar Moçambique por 2-1 num Amigável Internacional no Estádio Mbombela em Nelspruit na noite de quinta-feira, 17 de Novembro, num particular inserido na Data-FIFA, em que os Mambas usaram como etapa de preparação para o CHAN-2021, a ter lugar no mês de Janeiro, na Argélia.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Os Mambas estiveram em vantagem na contenda com golo de Nelson Drivassone na partida  em que os Bafana Bafana se recuperaram de uma exibição pouco convincente no primeiro tempo em que seu promissor jogo de passes foi prejudicado por erros defensivos, com Bongokuhle Hlongwane a marcar dois golos rápidos pouco antes da marca de uma hora para garantir a terceira vitória consecutiva do técnico Hugo Broos e seus pupilos.

 

Moçambique deveria ter chegado à vantagem logo aos quatro minutos, quando um mau passe do guarda-redes Ronwen Williams foi direto para Telinho, mas o atacante acertou no poste com a baliza escancarada.

 

No entanto, a África do Sul continuou a cometer erros na área de perigo e, aos 13 minutos, o passe errado do defesa Rushine De Reuck para Williams deixou o guarda-redes perdido, permitindo que Nelson Divrassone contorna o nº 1 dos Bafana e rematou para a baliza vazia, fazendo o golo inaugural.

 

Os anfitriões responderam bem a foram atrás do resultado e dominando o meio-campo, embora muitas vezes os seus cruzamentos, passes e remates finais carecessem da precisão necessária para machucar os Mambas.

 

A África do Sul esteve mais próxima do empate no primeiro tempo, através de uma cobrança de falta de longa distância de Monnapule Saleng, que foi defendida desajeitadamente pelo guarda-redes moçambicano Ivane Urrubal, aos 35 minutos.

 

GOLOS DE RAJADA NA SEGUNDA PARTE

 

Os visitantes fizeram uma mudança no início do segundo tempo, introduzindo Alberto Alface, e quase dobraram a vantagem aos 60 segundos do reinício, com uma rápida jogada pela direita que levou Isac de Carvalho a disparar forte, mas ao lado.

 

Carvalho teve outra chance alguns minutos depois, quando os Mambas roubaram a bola no alto do campo, mas desta vez faltou força ao seu remate e foi parado por uma defesa rasteira de Williams.

 

Daí para frente os Bafana Bafana viraram o jogo de cabeça para baixo com dois golos aos 56 e 59 minutos - ambos por Bongolkuhle Hlongwane, que havia perdido alguns momentos promissores na primeira parte.

 

O atacante sul-africano primeiro empatou o jogo ao acertar o cruzamento de Nyiko Mobbie da direita e direcionar um remate não convencional para a rede com o quadril.

 

O segundo golo de Hlongwane foi um ataque enfático e de alta classe, enquanto ele trocava passes com Themba Zwane enquanto cortava pela esquerda, antes de passar por alguns defensores e chutar rasteiro para o 2–1.

 

Teboho Mokoena quase aumentou a vantagem da África do Sul aos 64 minutos, disparando um remate de longa distância que foi bem defendido por Urrubal, enquanto Moçambique estava a centímetros de fazer o 2-2, cinco minutos depois, quando o substituto Dario Melo rematou forte mas acertou na trave.

 

Os Mambas poderiam ter feito o golo de empate aos 81 minutos, quando Melo desviou um cruzamento rasteiro da esquerda, mas a bandeira de impedimento foi levantada na preparação assinalando fora-de-jogo, enquanto Mokoena foi negado o golo por Urrubal por duas vezes na outra ponta no final da contenda. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .