desporto mocambicano

Motsepe entrega a Moçambique organização do CAN-2024 de futsal

  • 193

Moçambique foi indigitado pela Confederação Africana de Futebol (CAF) como o país anfitrião da maior competição de futsal em África, o Campeonato Africano de Futsal 2024, após ter submetido a candidatura para acolher o evento, segundo deu a conhecer este domingo o organismo máximo do futebol continental.

 

A decisão da escolha de Moçambique para acolher esta prova foi anunciada este domingo, em Assembleia-Geral  da Confederação Africana de Futebol (CAF)

 

“Quero expressar em nome da direção da Federação Moçambicana de Futebol e em meu nome pessoal, o orgulho e felicidade que é para nós trazer mais uma grande competição para o nosso país e consequentemente elevar a bandeira de Moçambique para o Mundo. Um agradecimento especial ao governo e a direção executiva da FMF por todo seu contributo nesta caminhada”, disse Feizal Sidat, Presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), citado pela página oficial no Facebook da FMF.

CAN VOLTA A SER ADIADO PARA O JANEIRO

A Confederação Africana de Futebol (CAF) anunciou, este domingo, que o próximo Campeonato Africano das Nações (CAN) vai ser adiado. A prova estava agendada para os meses de junho e julho de 2023 na Costa do Marfim, mas vai passar para os meses de janeiro e fevereiro de 2024.

 

Numa conferência de imprensa realizada em Rabat (Marrocos), Patrice Motsepe, presidente da CAF, justificou esta decisão com as fortes chuvas que acontecem na Costa do Marfim naquela altura do ano. «Sabemos que janeiro não é o ideal para os clubes europeus, mas esta é a única opção que temos. Não podíamos arriscar», justificou o sul-africano.

 

Recorde-se que em 2017, a CAF tinha anunciado que ia deixar de realizar o CAN em janeiro, para terminar uma longa disputa com os clubes europeus. Contudo, esta vai ser a segunda vez consecutiva que o torneio acontece nessa altura do ano.

 

VEM AÍ SUPERLIGA AFRICANA

 

Depois de toda a polémica que se gerou na Europa, quando 11 dissidentes decidiram formar uma Superliga, a mesma competição vai avançar, mas no continente africano. Este domingo, em Assembleia-Geral, a Confederação Africana de Futebol (CAF) deu mais pormenores sobre a prova que se vai estrear em agosto de 2023 e que conta com o apoio da FIFA.

 

O torneio vai contar com as 24 melhores equipas do continente, onde se enquadra o Al Ahly de Ricardo Soares, e vai ter um prémio total de €95,9 milhões. Sendo que deste valor, o vencedor arrebata €9,5 milhões só pela conquista do título.

 

A CAF frisou ainda que a Liga dos Campeões vai continuar a ser jogada, em paralelo, e mantém o sistema de qualificação por mérito desportivo nas competições domésticas. A única alteração será o facto da final voltar a ser a duas mãos, após dois anos em que se disputou a jogo único. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .