A selecção nacional de futebol foi eliminada pela Namíbia que venceu por uma bola a zero e com golo madrugador suf "/> A selecção nacional de futebol foi eliminada pela Namíbia que venceu por uma bola a zero e com golo madrugador suf "/>
desporto mocambicano

Moçambique eliminado pela Namíbia e Mambas morrem na praia de Durban

  • 398

A selecção nacional de futebol foi eliminada pela Namíbia que venceu por uma bola a zero e com golo madrugador suficiente para afastar os Mambas da possibilidade de chegarem a final da Taça COSAFA 2022, tal como aconteceu no ano passado em que foi eliminado das meias-finais pela selecção da África do Sul. A turma moçambicana não soube aproveitar a iniciativa de jogo que lhe foi entregue desde o minuto seis, em que os Bravos Guerreiros marcaram o golo e meteram-se na retranca apostando no contra-ataque para conservar a vantagem. 

 

Por Alfredo Júnior

 

Chiquinho Conde promoveu várias alterações no seu 11 quando comparado com o que jogou diante a África do Sul, destacando-se a entrada de Mexer para o lugar de Infren no lado direito da defesa e no meio-campo Nené rendeu a Amadu e no ataque Isac foi para banco e para seu lugar entrou Lau King. 

 

A Namíbia entrou melhor ao ponto de no minuto seis, com o defesa Martinho a ver o adversário passar pela ala esquerda que nem faca quente em manteiga e fazer um centro para a área onde apareceu Bethuel Muzeu a rematar a contar e para o fundo das redes de Ernan que nada poderia fazer para evitar o golo. 

 

Depois de marcar a Namíbia baixou as linhas e entregou a iniciativa de jogo aos Mambas que tendo a maior posse de bola não conseguia transformá-la em ocasiões claras de golo. 

 

Aos 29 minutos os Mambas estiveram próximo do golo, mas o remate de cabeça de Shaquile Nangy saiu ligeiramente ao lado do poste direito da baliza dos Bravos Guerreiros namibianos. 

 

Na segunda parte, o lado esquerdo da defesa moçambicana voltou a falhar com o capitão Edmilson a permitir que o atacante adversário tirasse um remate cheio de intenção, mas valeu a atenção de Ernan que fez uma defesa espectacular e negou o golo à Namíbia, quando estavam decorridos 51 minutos. 

 

Chiquinho Conde não poupou nas substituições, mudou os jogadores do ataque e da defesa, na esperança de melhorar o caudal ofensivo dos Mambas, mas foi a debalde.  

 

Mas continuaram os namibianos a equipa que teve as melhores oportunidades para alegar a vantagem como foi o caso registada aos 74 minutos quando Bethuel Muzeu esteve quase na cara de Ernan mas não conseguiu explorar a linha de passe que tinha pela direita, muito menos  conseguiu direcionar o remate que acabou saindo ao lado. 

Moçambique terminou o jogo com 58% de posse de bola,fez oito remates contra seis do adversário, mas poucos enquadrados com a baliza, daí que falhou a possibilidade de chegar a aquela que seria a sua terceira final na Taça COSAFA. Agora terá que aguardar pela selecção derrotada na outra meia-final entre a Zâmbia e o Senegal para disputar o último lugar do pódio, ou seja o terceiro lugar. 

 

FICHA TÉCNICA 

ESTÁDIO MOSES MABHIDA 

ARBITRAGEM DE Luxolo Badi (RSA), auxiliado por Meck Zulu (ZAM) e Ookeditse Keitseope (BOT). 4º Árbitro: Easter Zimba (MWI)

 

NAMÍBIA: Edward Maova; Denzil Haoseb, Megameno Petrus, , Absalom Mabjana, Wesley Katjiteo, Marcelo Panama (Karuuombe, 65’), Rudath Wendell, Ivan  Kamberipa, Carlos Dynamo (Heita, 80’), Bethuel Muzeu (Katua, 80’) e Kennedy Amutenya. 

 

TREINADOR: Collin Benjamin 

 

MOÇAMBIQUE: Ernani, Mexer (Ifren, 64’), Chico (Danilo, 64’), Martinho e Edmilson (c); Nené, João e Shaquile; Telinho (Isac de Carvalho, 45’) e Melque (Amadou, 58); Lau King (Nelson Drivassone, 58’)

 

TREINADOR: Chiquinho Conde 

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .