O Secretário do Estado do Desporto, Carlos Gilberto "/> O Secretário do Estado do Desporto, Carlos Gilberto "/>
desporto mocambicano

Mendes visitou sede da FIBA-África e recebeu oferta de marcador electrónico e piso para 3x3

  • 183

O Secretário do Estado do Desporto, Carlos Gilberto Mendes, acompanhado pela Directora do Fundo de Promoção Desportiva, Amélia Cabral, visitou a sede da FIBA-África, em Abidjan, na Costa do Marfim, e o organismo que superintende a bola-ao-cesto continental presenteou o país com diverso material para a prática da modalidade, destacando-se um marcador electrónico e um piso para um campo de 3X3.

 

Por Alfredo Júnior, em Abidjan

 

A presença de Gilberto Mendes na Costa do Marfim por ocasião da participação da selecção nacional de futebol no CAN-2023, foi o mote para visita do Secretário de Estado do Desporto, a Casa do Basquetebol Africano, ou seja, a sede da Federação Internacional de Basquetebol para África. Mendes chegou ao local acompanhado por Amélia Cabral, Directora do Fundo, e foi recebido pelo Director dos Recursos Humanos da FIBA-África, Yira Yacouba.

 VEJA A REPORTAGEM NO NOSSO YOUTUBE

O Secretário de Estado do Desporto visitou o edifício que compõe a sede da FIBA-África construída num terreno de 4.000 metros quadrados e todas as obras de construção foram realizadas por empresas da Costa do Marfim e que foi inaugurada em Março de 2019.

 

Mendes conheceu cada compartimento do edifício de dois pisos composto por: esplanada de boas-vindas, sala de conferências, esplanada Lagoon Edge, Hall of Fame, escritórios, estúdio de gravação, sala polivalente, restaurante e esplanada cursiva não coberta.

 

Depois de conhecer cada compartimento dos escritórios da instituição presidida pelo moçambicano Aníbal Manave, Mendes ficou a conhecer as iniciativas de desenvolvimento que estão em carteira na FIBA-África, bem como apresentou o projecto que visa a construção de um pavilhão multiuso em Moçambique.

 

“Fizemos esta visita para estreitar relação com a FIBA-África e mostrar o comprometimento do Governo de Moçambique, com os planos e projectos que a instituição tem para o nosso país e para o continente e também fazer  a aproximação para o plano e projecto que temos para a construção de uma arena no nosso país e todas outras infraestruturas que precisam de alguma renovação e alguma adaptação de acordo com as regras da FIBA-África e também visitar uma instituição que é presidida por um moçambicano que ilações podemos tirar deste mandato e ver as possibilidades que poderemos ter do engajamento dos membros da instituição em prol do basquetebol moçambicano”, disse Mendes.

 

A visita ocorreu numa altura em que o país tem um novo elenco directivo da Federação Moçambicana de Basquetebol, presidido por Paulo Mazivila que foi recentemente eleito e empossado, sendo que Gilberto Mendes considerou ser um bom momento para que a entidade que superintende a bola-ao-cesto ao país se aproxime da FIBA-África.

 

“impõem-se que muito rapidamente que o novo elenco da Federação Moçambicana de Basquetebol interaja com a FIBA-África até para se apropriar tanto das regras como os projectos de formação, dos clinics, planos de modernização de infraestruturas, planos de desenvolvimento do basquetebol feminino e do minibasquetebol. Ficamos impressionados com a estrutura que é bem compacta e acima de tudo o nível de engajamento de várias entidades, desde a NBA passando pelo Governo da Costa do Marfim, é algo para replicar no nosso país”, disse Mendes.

 

MATERIAL DESPORTIVO PARA APOIAR O 3X3

 

 Yira Yacouba, representante da FIBA-África nesta visita de cortesia, reiterou o apoio do órgão reitor do basquetebol africano ao nosso país e como prova disso efectou a oferta de diverso material desportivo para a prática da modalidade, destacando-se um marcador electrónico, um piso para a prática de 3x3 e 26 bolas, para além de ter demonstrado contínua disponibilidade para trabalhar com Moçambique, dada a experiência que o país tem na organização de provas quer de clubes, assim como de selecções.

 

“Foi uma honra receber a delegação moçambicana nesta visita a sede da FIBA-África considerando que a colaboração e o relacionamento com o basquetebol deste país é bom. Particularmente tenho boas memórias deste país, pois a minha primeira experiência enquanto membro desta instituição foi a participação num AfroBasket feminino decorrido no país em 2003, a Federação organizou competições de grande nível em femininos e depois fez o mesmo em relação a uma prova de clubes”, disse Yira Yacouba.

 

O Director dos Recursos Humanos da FIBA-África desejou que rapidamente Moçambique volte a assumir o protagonismo que já teve ao nível do basquetebol africano, sobretudo em femininos onde já esteve no pódio ao nível de selecções e conquistou troféus de campeão de clubes no mesmo escalão. 

 

“Moçambique teve sempre equipas de femininos de bom nível, bem como ao nível dos escalões de formação, ainda que nesta altura se assista um ligeiro decréscimo nas suas performances, espero que continuem a trabalhar para que voltem a atingir o nível que já demonstraram outrora, pelo que fizemos a nossa contribuição oferecendo um marcador electrónico, 25 bolas e vamos também enviar para o país um piso de três para três”, disse o Director dos Recursos Humanos da FIBA-África.

 

Refira-se que na sede da FIBA-África, também conhecida por Casa do Basquetebol Africano estão expostas vários objectos, como é o caso de uma troféu que foi atribuído ao antigo Presidente de Moçambique Armando Guebuza pela sua colaboração na organização do AfroBasket 2003 e 2013, bem como sapatilhas de Dikembe Mutombo o primeiro africano que apresentou-se como tal ao nível da NBA, camisolas de clubes que participaram na primeira edição da Basketball África League, destacando-se o Ferroviário de Maputo, sendo que frisar que neste edifício respira-se basquetebol desde a sua entrada até aos mais diversos gabinetes ali existentes. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .