desporto mocambicano

Medalhados de Birmingham recebem prémio monetário

  • 122

A Montepuez Ruby Mining premiou em 385 mil Meticais aos pugilistas moçambicanos que conquistaram medalhas nos recém realizados Jogos da Commonwealth, em Birmingham, no Reino Unido. Os pugilistas Tiago Muxanga, Rady Gramane e Alcinda Panguana receberam 100 mil Meticais, o Seleccionador Nacional Lucas Sinoia levou pra casa 35 mil Meticais e a Federação Moçambicana de Boxe recebeu 50 mil Meticais.

Por Redacção LanceMZ

A premiação surgiu como estímulo e reconhecimento pelo esforço desenvolvido pelos pugilistas que elevaram bem alto a bandeira nacional do país neste evento, conquistando dias medalhas de prata e uma bronze, neste evento intercontinental, segundo referiu Samora Machel Júnior, PCA desta empresa localizado em Cabo Delgado.

 

VEJA A REPORTAGEM NO NOSSO YOUTUBE

"Este gesto da MRM mostra a grande alegria e orgulho pelo sucesso alcançado. Esperamos que, ao darmos este pequeno sinal do nosso apoio, não só estejamos a reconhecer os seus esforços pessoais, mas também a inspirar futuros atletas. Não podemos ignorar estes êxitos, porque os atletas mostraram, de novo, que sempre que vão a uma competição, é medalha garantida”, disse o Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Montepuez Ruby Mining, Samora Machel Júnior, na cerimónia de premiação.

Para o Presidente da Federação Moçambicana de Boxe, Gabriel Júnior, este é o reconhecimento do trabalho que tem sido feito na modalidade.

“É com enorme satisfação que recebemos esta distinção por parte da MRM. Isto mostra que o nosso esforço não tem sido em vão. Em nome dos nossos atletas, dos nossos campeões e da família do boxe, queremos endereçar o nosso muito obrigado à empresa MRM. Nós continuaremos a fazer a nossa parte, para levantar a bandeira de Moçambique”, considerou Gabriel Júnior.

A entrega desta premiação ocorreu com o apadrinhamento da Secretaria de Estado do Desporto e Carlos Gilberto Mendes enalteceu este gesto da MRM e espera que mais empresas se associem a estas iniciativas de enaltecimento dos feitos alcançados em Birmingham.

“Nós acreditamos que esta premiação é a primeira de muitas que se vão seguir, para homenagear os nossos atletas, os nossos técnicos e a nossa equipa da Federação. A MRM é a primeira empresa moçambicana que já avançou com o reconhecimento dos atletas que estiveram nos jogos da Commonwealth 2022”, disse Gilberto Mendes

Quem estava naturalmente satisfeitos por esta premiação eram os pugilistas que consideram este gesto como um incentivo para continuarem as suas promissoras carreiras.

“É gratificante receber este prémio, ficamos muito tempo sem nenhum reconhecimento sem nenhuma premiação em valores monetários, espero que seja o começo e continue por muitos e vários anos”, disse Alcinda Panguana.

Já Rady Gramane referiu que “é o reconhecimento do nosso trabalho do nosso trabalho do nosso esforço ao longo destes todos anos”, enquanto que Tiago Muxanga mostrou-se “muito agradecido pelo prémio, é muito gratificante ter este gesto de reconhecimento por parte de uma empresa do nosso país”.

Recordar que Moçambique participou na XXII edição dos Jogos da Commonwealth com um total de 15 atletas representando cinco modalidades, com o boxe a ser a única que chegou as medalhas. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .