desporto mocambicano

Maringule reforça capacidade dos árbitros oferecendo seis kits de comunicação

  • 106

O árbitro auxiliar internacional moçambicano, Arsénio Maringule, ofereceu seis  kits de aparelhos de comunicação a serem utilizados pelos árbitros de elite que vão apitar os jogos do Campeonato Nacional de Futebol, Moçambola-2024, que arranca este sábado, 20 de Abril corrente. A oferta decorreu à margem da apresentação da lista dos juízes que dirigirão os jogos do Moçambola.

 

Por Redacção LanceMZ

 

No acto de entrega deste valioso material ao Presidente da Comissão Nacional de Árbitros de Futebol (CNAF), Francisco Machel, Arsénio Maringule considerou este seu gesto singelo como o seu contributo para a melhoria da qualidade do futebol nacional, visto que o equipamento vai contribuir para a melhor interatividade das equipas de arbitragem em pleno jogo.   

 

“É com respeito que me dirijo ao pódio da Federação Moçambicana e à massa associativa no geral, para apresentar o meu apoio ao trabalho difícil que os árbitros vêm desenvolvendo no seu dia-a-dia. Foi um sacrifício adquirir estes equipamentos porque este investimento teve que levar tempo, mas graças a Deus foi possível. A ideia é tentar colocar a nossa arbitragem no mesmo nível, ou seja, no padrão internacional, visto que o desempenho com estes instrumentos se torna mais fácil e positivo”, disse Maringule.

 

O árbitro internacional Moçambique mais nomeações tem recebido nos últimos tempos relatou dificuldades que os as equipas de arbitragem têm enfrentado em Moçambique para dirigir os jogos, visto que nem todos os juízes têm condições para adquirir os meios para facilitar a comunicação.

 

“Aqui nós enfrentamos algumas dificuldades, usando o método tradicional, confesso que é impossível ultrapassá-las.  Quando saímos para os Jogos Internacionais, recebemos apoio dos colegas para que possamos fazer o melhor para poder contribuir para a mudança e desenvolvimento do nosso futebol. Portanto, este gesto é mais para desenvolver o nosso futebol, desenvolver ou melhorar o nosso desempenho como árbitros”, referiu Maringule.

 

Maringule está ciente de que os equipamentos não resolveram os problemas de qualidade enfrentados pelos árbitros nacionais, mas acredita que haverá melhorias substanciais.

 

“Não digo que os erros não serão cometidos, mas com esses equipamentos melhoraremos a nossa comunicação, estaremos mais atentos e creio que, dentro de próximos dias, se Deus quiser, teremos mais outros equipamentos que possam ajudar a desenvolver o nosso desempenho nos campos de futebol”, referiu Maringule.

 

Recordar que Arsénio Maringule foi o primeiro árbitro moçambicano a ser nomeado pela FIFA para um Campeonato do Mundo, concretamente o que decorreu em 2022 no Qatar, sendo que carrega consigo a participação em quatro fases finais do Campeonato Africano das Nações – CAN, para além de ter integrado equipas de arbitragens do Mundial de Clubes e da Liga dos Campeões Africanos, entre outras nomeações. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .