desporto mocambicano

Guerreiros da Praia caem em quarto e desiludem na Arena de Vilankulo

  • 104

A selecção nacional de futebol de praia terminou em quarto lugar no Campeonato Africano de Futebol de Praia decorrido na Arena de Vilankulo de 21 a 28 de Outubro, falhando o pódio da classificação da competição. Os pupilos de Abineiro Ussaca, que ostentavam o título de vice-campeões africanos, tiveram uma exibição abaixo das expectativas e não conseguiram honrar a organização da prova que custou milhões de Meticais aos moçambicanos. O Marrocos voltou a vencer Moçambique, desta feita por 6-4, conquistando a medalha de bronze.

 

Por Alfredo Júnior em Vilankulo

 

No jogo de atribuição do terceiro lugar, Moçambique enfrentou o Marrocos um adversário com quem já havia cruzado caminho na fase de grupos e perdido por 3-1 e os Guerreiros da Praia entraram melhor com Nelson a fazer a assistência para Júlio finalizar fazendo o primeiro golo aos 6 minutos do primeiro período.

 

Um minuto depois o guarda-redes Monstro num lance espectacular ampliou a vantagem para Moçambique, elevando as expectativas da Arena de Vilankulo que estava lotada.

 

A reacção marroquina não tardou com Ali a reduzir a partida fazendo o 1-2, com 1:39 por jogar no primeiro período. No início do segundo período, ou seja, com 11:30 por jogar, Ali voltou a fazer o gosto ao pé, restabelecendo a igualdade no encontro, desta feira a duas bolas

 

Entretanto, os Guerreiros da Praia voltaram a adiantar-se com 9:59 por jogar no segundo período, com auto-golo de Abagali, pressionado por Figo.

 

Os Guerreiros da Praia voltaram a não conseguir a vantagem ao permitirem que El Hamide voltasse a restabelecer a igualdade, neste caso a três bolas, com 5:54 por jogar no segundo período.

 

Pouco depois, a 4:50 por jogar desta etapa, Gerson Chivale ofereceu a liderança no marcador aos marroquinos ao apontar um auto-golo que colocou o resultado em 4-3. Com a defesa moçambicana a demonstrar grandes fragilidades, Frindi ampliou a vantagem para a turma magrebina para 5-3 com 3:20 por jogar no segundo período.


Já no último período, Moçambique tentou reagir e conseguiu reduzir para 5-4, no início do terceiro período, com golo de Nelson, de livre directo, reanimando as bancadas com 11:16 por jogar na última etapa.

 

A turma da casa ainda teve muitas oportunidades desperdiçadas no último quarto, mas faltou arte nos jogadores moçambicanos para no mínimo levarem a disputa para o prolongamento. Os marroquinos chegaram ao sexto golo faltando dois minutos, por intermédio de Rabi, a 1:27 minuto do fim, garantindo a conquista da medalha de bronze para o Marrocos, gelando por completo a Arena de Vilankulo. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .