desporto mocambicano

Genial e maestro Geny Catamo dá importante vitória aos Mambas

  • 968

A selecção nacional de futebol, Mambas, conseguiu uma preciosa vitória diante do Benin por uma bola sem concorrência, em jogo a contar para a segunda jornada do Grupo L de qualificação ao Campeonato Africano de Futebol – CAN-2023, a decorrer na Costa do Marfim. O único golo dos Mambas foi apontado por Geny Catamo numa noite de grande inspiração do extremo de 21 anos que calou o estádio e os adversários que tudo fizeram para chegar no mínimo ao empate.

Por Alfredo Júnior

Moçambique não vencia desde 16 de Novembro de 2022 quando derrotou o Malawi precisamente em Cotonou para as eliminatórias de qualificação ao Mundial 2022 e esta vitória coloca a equipa de Chiquinho Conde na segunda posição do Grupo L, com menos dois pontos que o Senegal (6 pontos) que será o próximo adversário dos Mambas na dupla jornada de Setembro próximo.

Esta é uma preciosa vitória para os Mambas para as contas de qualificação, sobretudo por ter ganho a selecção do Benin, a par do Ruanda, com quem vai disputar a segunda vaga que dá acesso ao CAN-2023, competição a qual Moçambique não participa há 12 anos.

 

MAMBAS MAIS ASTUTOS E EXCELENTE COMBINAÇÃO DE REINILDO E GENY

 

Para o jogo no Estádio da Amizade General Mathieu Kerekou (que registou entradas gratuitas por decisão Governo local), Chiquinho Conde fez duas alterações no seu 11 quando comprado com o jogo diante do Ruanda: entrou Shaquile para o lugar de Kito e Witi cedeu o seu lugar a Gildo que na primeira jornada fez a assistência que deu o golo de Stanley Ratifo. 

O Benin entrou mandão no jogo, mas rapidamente os Mambas conseguiram equilibrar os pratos na balança, tendo inclusive criado uma oportunidade de golo com um passe açucarado de Dominguez para Geny a rematar ao lado.

O golo dos Mambas surgiu aos 38 minutos, com Reinildo a fazer um passe para Geny que em boa posição rematou para o fundo da baliza do guarda-redes Allagbé que foi recolher no fundo da sua baliza. Era o terceiro golo do jovem de 21 anos ao serviço da selecção nacional de futebol.

Até ao intervalo Moçambique conseguiu controlar o jogo, graças à maior posse de bolo que ao cabo dos primeiros 45 minutos estava em 54% para a turma da Pérola do Índico.

CAPACIDADE DE SOFRIMENTO DOS MAMBAS

Na segunda parte a equipa da casa entrou a pressionar e a procura do golo de empate, sendo que por três vezes causou situações de calafrio junto à defensiva moçambicana, Hernâni foi obrigado a intervir e conseguiu controlar a situação.

O treinador do Benin, Moussa Latoundji, mexeu na equipa colocando em campo os jogadores Youssouf Assoba e Júnior Olatan que trouxeram outra dinâmica no ataque dos Esquilos que apareceram mais perigosos.

Mas aos 68 minutos, Geny Catamo tem um grande lance de inspiração ao tirar três jogadora do caminho e a tabelar vem com Ratifo e depois o jogador prodígio moçambicano aparece na cara do guarda-redes quando é estorvado pela defensiva, numa situação em que quanto a nós o moçambicano foi desarmando em falta mas que o árbitro nigeriano não assinalou.

Apesar da pressão contrária, os jogadores dos Mambas estiveram próximos do segundo golo, como aos 76 minutos, quando Geny cobrou um livre e Gildo respondeu de cabeça, mas o seu remate saiu a centímetros ao lado da baliza de Allagbé.

Os Mambas conseguiram ter capacidade de sofrimento perante a pressão dos donos da casa e sempre que tiveram oportunidade os pupilos de Chiquinho Conde ameaçaram o último, sobretudo através de bolas paradas cobradas por Geny Catamo que deu muito trabalho aos jogadores contrários que recorriam à falta para travar o maestro moçambicano.

 

FICHA TÉCNICA

 

MOÇAMBIQUE: 1 - Ernan, 10- Clésio, 17-Mexer, 3- Zainadine Júnior, 15- Reinildo, 6-Kambala, 23-Shaquile, 7- Dominguez (19- Witi) 20- Geny (8- Edmilson), 18- Gildo (4- Amadu), 13-Ratifo (9- Reginaldo)

 

(LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .