desporto mocambicano

Ferroviário de Nampula 0-3 União do Songo: Descarga hidroelétrica em Nampula e UDS distância-se no topo

  • 298

Quis o destino que fosse um Ferroviário neste caso o de Nampula a pagar a factura pela estrondosa eliminação da União Desportiva do Songo da Taça Moçambique, a segunda maior competição futebolística do país, pelo Ferroviário de Moatize, a meio-de-semana. A fúria dos “hidroelétricos” por este afastamento precoce de uma prova que pretendiam ganhar acabou por ser descarregado sobre a equipa de Nelson Santos que seguia embalada na segunda posição, mas acabou derrotada em sua casa pela UDS por esclarecedoras três bolas sem concorrência, fazendo com que a formação do sérvio Serdan Zivojnov se isolasse ainda mais na liderança da tabela classificativa, agora com 15 pontos, mais quatro que o segundo classificado.

No jogo decorrido no estádio que leva o nome da data importante para o povo moçambicano, o 25 de Junho, a União Desportiva do Songo começou a abrir as comportas e inundando o recinto do adversário com golos logo aos quatro minutos quando John Banda faz uma assistência perfeita para Lau King finalizar com sucesso.

 

Mas o Ferroviário de Nampula conseguiu equilibrar os pratos na balança, reagiu a contento procurando chegar ao golo de empate, porém o resultado não se alterou até ao final dos primeiros 45 minutos, terminando a primeira parte com essa vantagem magra a favor da equipa visitante.

 

Na segunda parte, os “locomotivas” da capital do norte continuaram a busca pelo golo de empate, mas este teimava em aparecer com a União do Songo a conseguir segurar a magra vantagem, sem descurar a possibilidade de alargar a sua vantagem.

 

E o segundo golo da contenda acabou aparecendo ao minuto 88, já ao cair do pano, quando Dário Melo que entrou a substituir alargou a vantagem para a equipa visitante para 0-2, deitando um balde de água fria para os adeptos dos “Axinenes” que acalentavam esperança de no mínimo saírem do jogo com um ponto.

 

E para o desalento total da equipa da casa eis que ao quinto e último minuto de compensação dos 90 regulamentares, a União Desportiva do Songo aumentou a sua vantagem para três bolas sem concorrência, fechando o quinto jogo consecutivo sem perder e sem sofrer golos no Moçambola 2022. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .