O Ferroviário de Maputo terminou em terceiro lugar da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol S "/> O Ferroviário de Maputo terminou em terceiro lugar da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol S "/>
desporto mocambicano

Ferroviário de Maputo vence Interclube de Angola e termina em terceiro mantendo-se no pódio

  • 146

O Ferroviário de Maputo terminou em terceiro lugar da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol Sénior Feminino, na sequência da vitória por 67-71 sobre o Interclube de Angola, no jogo de atribuição da medalha de bronze disputada na tarde desta sábado no pavilhão da Universidade Edurado Mondlane. Assim, as “locomotivas” que chegaram a esta prova na qualidade de bicampeãs africanas mantem-se no pódio da competição mais importantes de clubes ao nível do continente.

 

Por Alfredo Júnior e José Zangado ( Fotos)

 

As duas finalistas da edição de 2019 procuravam salvar a sua honra, sobretudo o Ferroviário de Maputo que jogava diante do seu publico e à entrada desta prova detinha o título de bicampeão africano. Por isso, tanto as jogadoras do Interclube quanto as do Ferroviário de Maputo entraram tensas e o primeiro quaro foi pouco produtivo, com as duas equipas a terminarem empatadas a 14 pontos.

 

O equilíbrio continuou a ser nota dominante nos dez minutos seguintes, com os pontos a sucederem-se em cada uma das tabelas, sem que nenhuma das equipas se distanciam-se. Em toda primeira parte, houve sete mudanças na liderança do marcador e seis vezes em que a equipa estiveram empatadas. Caitilin Jenkins com 8 pontos e 7 ressaltos e Cristina Matiquite com 10 pontos e 3 ressaltos protagonizaram um duelo interessante debaixo das tabelas e ao intervalo um ponto separava as duas equipas, com 31-32 no marcador favorável ao Ferroviário.

 

No terceiro quarto o jogo continuou sem que as duas equipas conseguissem ganhar uma distancia da outra, ainda que Alexis Toleftree tenha aparecido na equipa do Interclube e terminado o jogo com 13 pontos, mas a resposta veio de outra norte-americana a base “locomotiva” Chelsey Sumpert que fez 13 pontos em todo jogo, levando que a equipa do Ferroviário terminasse os trinta minutos de jogo com 4 pontos de vantagem, 51-55 era o resultado.

 

Na etapa decisiva, a base Silvia Veloso (14 pontos) apareceu a fazer alguns roubos de bola e finalizar com êxito, mas foi Dulce Mabjaia quem marcou a diferença através dos lançamentos triplo terminando o jogo com cinco acertos em 12 tentantivas, acabando o jogo com 20 e 6 ressaltos, superando a Cristina Matiquite que é jogador do 1º de Agosto e apoia as polícias com 18 pontos e 6 ressaltos, mas insuficiente para evitar a derrota por 67-71.

 

Com estes quatro pontos de vantagem o Ferroviário mantem-se pela terceira vez consecutiva no pódio da Taça dos Clubes Campeões Africanos, porém desta vez ocupando a terceira posição na tabela classificativa. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .