O Ferroviário da Beira realizou na quarta-fei "/>  O Ferroviário da Beira realizou na quarta-fei "/>
desporto mocambicano

Ferroviário da Beira quer evitar surpresas no Zimpeto

  • 209

 O Ferroviário da Beira realizou na quarta-feira o primeiro treino no Estádio Nacional do Zimpeto que no domingo será palco do jogo da segunda mão da primeira eliminatória de acesso à Taça da Confederação Africana de Futebol, também designada, Taça Nelson Mandela, frente ao AS Santé d’Abéché do Chade. 

 

Por Redacção LanceMZ

 

Os “locomotivas” do Chiveve partem em vantagem para esta eliminatória depois de terem vencido por duas bolas a uma na partida da primeira mão realizada em Yaoundé, nos Camarões.

 

O representante moçambicano está com um pé na segunda eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça CAF e tem três resultados possíveis para conseguir esse desiderato: uma vitória; um empate com ou sem golos ou uma derrota por uma bola sem resposta.

 

Porém, a equipa orientada pelo zambiano Wedson Nyerenda trabalha focada em querer chegar a um resultado positivo e evitar qualquer tipo de surpresa por parte da formação chadiana que vem a Maputo disposta a lutar pela qualificação para a fase seguinte da competição africana.   

 

Aliás, no jogo da primeira mão os chadianos demonstraram ter capacidade de complicar a vida aos “locomotivas” do Chiveve, pois nos últimos instantes do jogo procuraram chegar ao golo que não apareceu por conta da actuação da defesa da equipa moçambicana, ou pelo desacerto com o fundo das redes.

 

Por isso, após o jogo decorrido em Yaoundé, Wedson Nyerenda procura aprimorar algumas movimentações e posicionamento da equipa no terreno de jogo, sobretudo os aspectos que dizem respeito aos processos defensivos.

 

TREINOS NA ABB E NO ZIMPETO

 

Para preparar o jogo da segunda mão, o Ferroviário da Beira tem estado a realizar os seus treinos nos campos do Complexo Desportivo da Associação Black Bulls, no Tchumene, na Cidade da Matola, e no Estádio Nacional do Zimpeto.

 

A primeira sessão no palco do jogo aconteceu na quarta-feira, esperando-se que esta sexta-feira os “locomotivas” do Chiveve voltem a trabalhar neste recinto. Recordar que este jogo não se realiza no Caldeirão do Chiveve em virtude de o campo não ter sido aprovado pela CAF.

 

“LOCOMOTIVAS” DO CHIVEVE COM MAIS TARIMBA

 

Das duas equipas que desceram ao relvado do Estádio Nacional do Zimpeto na tarde de domingo, o Ferroviário da Beira é a que apresenta mais tarimba no que diz respeito à participação em competições sob égide da Confederação Africana de Futebol (CAF).

 

No seu palmarés, os “locomotivas” do Chiveve contam com presenças nos quartos-de-final da Liga dos Campeões Africanos relativa a edição do ano de 2017. Para chegar a essa etapa o Ferroviário da Beira beneficiou da suspensão das equipas sudanesas do Al Hilal e o El Merreikh que faziam parte do grupo do então campeão moçambicano e que foram desqualificadas devido a irregularidades detectadas pela FIFA. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .