desporto mocambicano

Duelos Moçambique-Angola em clubes arranca no Zimpeto e termina na Tundavala

  • 1126

Os representantes de Moçambique e Angola defrontam-se nas Afrotaças em eliminatórias que iniciam este sábado no Estádio Nacional do Zimpeto, na cidade de Maputo, e vão terminar a 23 do corrente mês no Estádio Nacional Tundavala, na província angolana do Lubambo. Ferroviário de Maputo – Sagrada Esperança, para a Taça da Confederação Africana de Futebol (CAF) é a partida que abre o encontro entre as equipas dos dois países e no domingo a União Desportiva do Songo e o Petro Atlético de Luanda, para o acesso à Liga dos Campeões Africanos, encerra a primeira parte deste frente-a-frente entre clubes dos dois países africanos de Língua Portuguesa.

Por Alfredo Júnior e Sérgio Sitóe (Fotos)

Os clubes moçambicanos vão procurar nesta eliminatória fazer com que o país volte ater representantes na fase final das Afrotaças algo que não se verifica há já alguns anos e terão pela frente adversários que tem tido presenças regulares na fase de grupos das competições em causa.

Os representantes da Pérola do Índico vão procurar capitalizar o facto de terem mais jogos oficiais nas pernas (cerca de 20), perante adversários cuja temporada ainda não iniciou devido ao facto de o futebol angolano estar envolto em polémicas relacionadas com alegados casos de corrupção no Girabola, o Campeonato Nacional de Angola.

“LOCOMOTIVAS” QUEREM SUPERAR PARTICIPAÇÃO DE 2012

Como nos referimos acima, os duelos entre os clubes dos dois países arrancam no sábado com o Ferroviário de Maputo a defrontar pelas 15 Horas o Sagrada Esperança para também designada Taça Nelson Mandela. O clube angolano onde milita o antigo jogador da União Desportiva do Songo, Lau King, vem a Maputo para uma partida que será a sua primeira oficial da presente temporada.

Os pupilos de João Chissano seguem motivados para este encontro depois de terem derrotado o Matchedje por 3-1 em jogo de antecipação da 17ª jornada do Moçambola, realizado na última terça-feira, 12 de Setembro, no Estádio Nacional do Zimpeto, num ensaio perfeito que decorreu no palco do jogo para a Taça CAF.

A última participação do Ferroviário de Maputo na competição foi em 2012, onde foram afastados ainda na primeira eliminatória pelo Al Ahly do Sudão.

Vale ressaltar que, os "locomotivas" transitaram para a primeira eliminatória da Taça CAF devido a desistência do Belle Lumière, clube representante das Ilhas de Comores.

HIDROELÉCTRICOS ENFRENTAM PROBLEMÁTICO PETROLÍFEROS

Pelo acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões de África, a União Desportiva do Songo recebe o Petro de Luanda de Angola, no domingo, dia 17, no Estádio Nacional do Zimpeto. O actual campeão do Girabola, que na época passada afastou a Associação Black Bulls, busca sua 7ª participação na fase final da Liga dos Campeões CAF, mas, a nível nacional, atravessa uma fase conturbada, que culminou com a suspensão de todas actividades futebolísticas por um período de 2 anos pelo Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF) pelo seu envolvimento no alegado esquema de corrupção e combinação de resultados que ainda envolve outros clubes angolanos como Académica de Lobito, 1º D’ Agosto e Kabuscorp.

Por esse facto, a partida esteve na iminência de não se realizar, porém acabou por ser marcada pela Confederação Africana de Futebol pelo facto de ser um caso que ainda está a ser dirimido internamente no seio do futebol angolano.

Depois de ter ultrapassado, na primeira eliminatória, o Green Mamba de eSwathini, com agregado de 2-1 no conjunto mãos, ao campeão moçambicano calhou o campeão angolano que está sem muitos jogos oficiais realizados, contando apenas partidas da pré-época realizadas no estrangeiro.

 

Ainda assim, os “hidroeléctricos” abordam o jogo de forma cautelosa, não menosprezando o potencial da equipa angolana habituada a estar presente na fase final da Liga Milionária Africana, facto que valeu o convite para estar presente na Super Liga continental a arrancar esta época.

 

“Não podemos nos aventurar muito. Estamos diante de um adversário claramente poderoso, pelo que temos de ser cautelosos, não jogando de peito aberto. O jogo é em casa, mas naturalmente precisamos de ter alguns cuidados para irmos à segunda ‘mão’ com um bom resultado”, disse Carlos Manuel, o treinador-adjunto da União do Songo.

 

Estão lançados os dados para uma autêntica romaria ao Estádio Nacional do Zimpeto para testemunhar estes apetecíveis duelos entre os clubes dos dois países dos PALOPs. (LANCEMZ)

 

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .