O Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol mandou anular o jogo 86 do Mo&ccedi "/>  

O Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol mandou anular o jogo 86 do Mo&ccedi "/>

desporto mocambicano

Conselho de Disciplina da LMF anula polémico jogo AD Vilankulo e Ferroviário de Lichinga

  • 425

 

O Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol mandou anular o jogo 86 do Moçambola 2023 entre a Associação Desportiva de Vilankulo e o Ferroviário de Lichinga envolto em polémica por ter se realizado num campo interditado pela Federação Moçambicana de Futebol e ter sido ajuizado por uma equipa de arbitragem composta por árbitros do futebol recreativo de Vilankulo.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Com efeito, o Conselho de Disciplina instruiu ainda a Direcção da Liga Moçambicana de Futebol a remarcar este jogo “devendo a Associação Desportiva de Vilankulo a indicar um campo diverso do seu aprovado pela Federação Moçambicana de Futebol, sem prejuízo de coordenação com a LMF”.

 

A Federação Moçambicana de Futebol recomendou a Associação Desportiva de Vilankulo que realize os seus jogos do Moçambola no Campo Municipal da Maxixe Valdemar Fernandes que recentemente beneficiou de uma requalificação e que já acolheu jogos oficiais como a final da Super Taça entre a União Desportiva do Songo e o Ferroviário de Maputo, bem como jogo dos oitavos-de-final da Taça Moçambique entre o representante de Inhambane no Moçambola e os “locomotivas” da Capital do País.

 

Recorde-se que o Ferroviário de Lichinga havia apresentado um protesto pela realização do jogo no Campo Municipal de Vilankulo um recinto que apresenta irregularidades no tocante às condições para a realização do jogo, facto que levou a FMF a decidir pela sua interdição a 26 de Julho de 2023, após a vistoria realizada a 12 de Julho de 2023 pelo Departamento de Licenciamento de Clubes.

 

O Conselho de Disciplina julgou procedente o protesto apresentado pelo Ferroviário de Lichinga que num dos parágrafos da sua fundamentação escreveu o seguinte: “A bem da verdade, vale igualmente sublinhar que aquela decisão da FMF simplesmente formalizou factos que se puderam observar no dia do jogo: que o Campo Municipal de Vilanculo não dispõe de condições mínimas, de quaisquer natureza, para a realização de um jogo de futebol, quanto mais da alta competição.”

 

Refira-se que o árbitros ora nomeados pela Comissão Nacional de Árbitros de Futebol para dirigir este jogo não se fizeram presentes no local indicado pela Liga Moçambicana de Futebol o que obrigou ao Delegado a recorrer por árbitros do futebol amador, facto contestado pelo Ferroviário de Lichinga. Recordar que a partida terminou com o resultado de 4-2 favorável a AD Vilankulo. (LANCEMZ)

 

 

 

 

 

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .