desporto mocambicano

Chiquinho Conde está visto que jogar com dois pontas não é nossa matriz

  • 1724

O Seleccionador Nacional, Chiquinho Conde, era naturalmente um homem satisfeito com a vitória por três bolas a duas frente ao Botswana, na estreia da fase de qualificação ao Mundial 2026. Moçambique terminou pressionado pelas Zebras que procuraram o golo de empate, numa altura em que os Mambas tinham em campo dois pontas-de-lança e com o meio-campo à descoberto. Por isso, Conde concluiu: “não faz parte da nossa matriz jogar com dois pontas”.

 

Por Alfredo Júnior em Francistown

 

 Na ressaca da vitória, Conde elogiou o esforço dos seus jogadores que de tudo fizeram para que os Mambas conquistassem os três primeiros pontos nesta longa caminhada ao Mundial 2026. “Quero dar os parabéns aos meus jogadores pela vitória, era o mais importante ganharmos aqui, sabíamos que não seria fácil devido as contrariedades todas, quer do tempo quente, d condição do campo e também da situação de alguns jogadores que chegaram tarde e terem fotos viagens muitos longas”, disse Conde acrescentou estar “feliz porque conseguimos os três pontos, vamos dispensar os jogadores para verem as famílias e amigos, porque para mim há mais vida do que o futebol, depois vamos pensar com mais calma e recuperar alguns jogadores importantes da nossa equipa que hoje tiveram que fazer mais tempo, caso de Elias Pelembe Dominguez que jogou mais tempo do que esperava e alguns jogadores que tenho em mente em colocar no jogo a seguir”

 

Conde é de opinião de que Moçambique poderia ter saído do Obed Itani Chilume Stadium com uma vitória mais tranquila e com maior número de golos, se os jogadores tivessem aproveitado as oportunidades que foram criadas.

 

“Acho que a equipa entrou pressionante na primeira parte, tivemos algumas dificuldades nos primeiros dez minutos, com o golo a equipa encontrou-se conseguiu ter bola, a espaços não precipitamos as nossas transições e penso que com os golos foi dar mais confiança. Poderíamos ter resolvido melhor as situações na segunda parte, entrámos muito bem, marcamos mais um golo e poderíamos ter marcado mais um para tranquiliza”, referiu o timoneiro dos Mambas.

 

Moçambique sentiu-se pressionado após as alterações efectuadas por Conde, sobretudo depois da saída de Dominguez e na altura em que os Mambas passaram a jogar com dois pontas-de-lança, Ratifo e Lau King, opção táctica que deixou espaços ao meio-campo.

 

“Tentamos alterar um pouco a nossa formas de jogar com dois pontas-de-lança e está visto que esta não é a nossa matriz, o nosso ADN, não conseguimos ter boa, perdemos um pouco o controlo do jogo, com a saída do Dominguez, perdemos um pouco de equilíbrio, sofremos golos e a equipa foi-se desfazendo um pouco. Tentei equilibrar colocando o Telinho para fazer a posição 10, conseguimos marcar, mas acabamos por sofrer golos consentidos, foram golos mais consentidos do que conseguidos”, explicou Chiquinho Conde.

 

Por estas e outras razões, Chiquinho Conde disse ser este o motivo porque não aposta nestes sistema ofensivo para os Mambas. “Está explicado porque normalmente jogo com um ponta de lança, porque nem sempre jogar com dois pontas-de-lança é jogar ao ataque, é preciso ter tempo para trabalhar o que nós na selecção nacional não temos tido”, comentou o treinador.

 

Do jogo no Obed Itani Chilume Stadium há a registar dois jogadores que estavam lesionados: Faisal Bangal que sofreu com o estado do relvado e saiu tocado no joelho e Clésio Bauque que voltou a sentir as dores de uma lesão antiga. Conde não sabe se estes jogadores recuperam a tempo de fazerem parte do jogo de domingo com a Argélia.

 

“Ainda não sabemos qual a situação definitiva dos jogadores que saíram lesionados, o Clésio j;á estava a queixar-se ainda no treino, o Bangal teve um problema no joelho e vai ter que ser observado, espero que não seja grave para ver se conseguimos recuperá-lo até ao jogo de domingo frente a Argélia que é de um cariz extraordinário e difícil”, disse Conde. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .