desporto mocambicano

Chiquinho Conde apela a união para que os Mambas cheguem ao CAN-2025

  • 618

Chiquinho Conde, ainda Seleccionador nacional de futebol e que está em negociações para a renovação do seu contrato com a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) reagiu ao sorteio da fase de qualificação ao CAN-2025, realizado no passado dia 4 de Julho, e que colocou Moçambique no Grupo I com o Mali, Guiné-Bissau e Eswatini.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Segundo uma publicação na página oficial do Facebook da FMF, o selecionador nacional, Chiquinho Conde, reconheceu a força do Mali, considerada a selecção mais forte do grupo e uma das candidatas à conquista da primeira posição.

 

"O Mali é uma das selecções mais fortes do nosso grupo. Possui jogadores extremamente experientes, muitos dos quais actuam nas melhores equipas europeias, e têm um histórico sólido nas competições africanas. É, sem dúvida, a selecção candidata ao primeiro lugar," afirmou o técnico.

 

Quanto a Guiné-Bissau, Conde destacou a rivalidade e o desafio que esta selecção representa. "Recentemente, tivemos uma experiência amarga numa das qualificações para o CAN contra a Guiné-Bissau. Com a recente mudança de treinador, eles também mudaram a sua matriz de jogo. Possuem jogadores fisicamente muito fortes, a maioria jogando na Europa. Apesar de não terem tido uma boa prestação no último CAN, é uma selecção que merece a nossa atenção", analisou o timoneiro dos Mambas.

 

Em relação ao Eswatini, teoricamente a selecção mais acessível do grupo, Conde adverte contra a subestimação. "Temos que pensar única e exclusivamente no nosso potencial. Temos atingido uma boa performance ao longo dos últimos três anos e fizemos um CAN acima da média. É um erro pensar que jogar contra selecções de menor calibre como Eswatini será fácil. Precisamos fazer o trabalho de casa e nos preparar adequadamente", disse Chiquinho Conde.

 

O selecionador enfatizou a importância de um trabalho conjunto e focado. "Todos nós, juntos, precisamos remar para o mesmo objectivo. Vamos pensar jogo a jogo, começando pelo primeiro confronto em Setembro contra o Mali. Trabalhar arduamente e criar sinergias é crucial para conseguirmos um bom desempenho. Nosso lema é claro: se não der para ganhar, não vai dar para perder."

 

Chiquinho Conde também reforçou a necessidade de respeitar todos os adversários e manter a humildade. "Não podemos pensar que estamos num grupo fácil apenas porque não há selecções como Senegal, Egipto, Tunísia ou Argélia. É um grupo difícil como qualquer outro. Nós é que temos que fazer o nosso trabalho para tornar o grupo acessível e alcançar nossos objectivos, que incluem nos manter nas grandes competições africanas."

 

Finalizando, o técnico deixou uma mensagem de união e foco para a equipa e para os adeptos. "É essencial que todos rememos juntos, com tranquilidade, para conseguirmos o objectivo principal: a qualificação para o CAN." (LANCEMZ)

 

EIS O CALENDÁRIO DE JOGOS: 

Jornadas 1 e 2, de 02 a 10 de Setembro de 2024:
Mali X Moçambique
Moçambique X Guiné-Bissau

Jornadas 3 e 4, de 07 a 15 de Outubro de 2024:

Moçambique X Eswatini
Eswatini X Moçambique

Jornadas 5 e 6, de 11 a 19 de Novembro de 2024:
Moçambique X Mali
Guiné-Bissau X Moçambique

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .