O seleccionador de Moçambique, Francisco Conde Junior, ou simplesmente Chiquinho Conde, adm "/>  

O seleccionador de Moçambique, Francisco Conde Junior, ou simplesmente Chiquinho Conde, adm "/>

desporto mocambicano

Chiquinho Conde admite superioridade do Madagáscar e realça desempenho histórico dos Mambas no CHAN-2022

  • 642

 

O seleccionador de Moçambique, Francisco Conde Junior, ou simplesmente Chiquinho Conde, admitiu que a sua equipa foi a foi inferior aos Madagáscar, no jogo dos quartos-de-final do Campeonato Africano das Nações destinado aos jogadores que actuam localmente, designado por  CHAN-2022.

 

Os Mambas sofreram uma derrota por 3 a 1 para o Barea, em Constantine, no sábado, encerrando sua sequência impressionante na sétima edição do torneio reservado a jogadores filiados a clubes de seu país de origem.

 

MADAGÁSCAR COM BONS FINALIZADORES

 

Conde, que levou Moçambique aos quartas-de-final do CHAN pela primeira vez, diz que sua equipe não foi eficiente o suficiente contra o estreante Madagascar.

 

"Madagascar tem finalizadores muito bons. Tivemos que nos adaptar às temperaturas e outros factores. Tivemos vários probleminhas. Tentamos nos adaptar, mas não acertamos. Eles foram muito eficientes", disse Conde.

 

"Nossa estratégia no primeiro tempo foi pressionar o adversário. Infelizmente, não fomos eficazes contra uma equipe de Madagáscar muito rápida e móvel. Tentamos encontrar uma maneira de passar pela defesa, mas não conseguimos. Eles eram difíceis de quebrar. Na segunda parte deixamos apenas um jogador no meio-campo e outro para ser mais eficaz no ataque e igualar o que nos expôs. Madagascar foi melhor do que nós esta noite. Uma equipe muito agressiva, especialmente no terço final." Conde explicou a sua abordagem ao jogo que não funcionou como planeado.

 

"Estávamos muito ansiosos no nosso jogo, mas eles foram muito rápidos, especialmente nos contra-ataques e isso desestabilizou completamente a nossa equipa”, analisou Conde.

 

CONDE É HOMEM FELIZ

 

Conde, de 57 anos, é o primeiro a levar Moçambique a esta fase da competição e diz-se muito satisfeito com os resultados e com os seus jogadores.

 

"É sobre toda a equipe. Viemos aqui para participar e dar uma boa conta de nós mesmos. Observamos nossos jogadores e os colocamos na mesma página. Para nós acaba hoje, mas isto é futebol e é assim. Voltarei ao meu país como um homem feliz. Presto homenagem à Argélia pela sua organização e hospitalidade. Obrigado à Argélia e a todos os outras selecções. Desejo que façamos melhor da próxima vez."

 

A primeira vez que Moçambique disputou o campeonato African Nations, foi em 2014, na África do Sul, onde foi eliminado na fase de grupos. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .