desporto mocambicano

Black Bulls conquista Supertaça Mário Coluna Jogabets

  • 956

A Associação Black Bulls conquistou a Supertaça Mário Coluna Jogabets ao derrotar na tarde deste sábado, 13 de Abril, a turma do Ferroviário da Beira por 2-0, com os golos a serem apontados por Kadre e Samuel. Com a vitória, os “touros” venceram o prémio de 400 mil Meticais oferecidos pela Jogabets, a maior casa de apostas genuinamente moçambicana, enquanto que os “locomotivas” lamberam as lágrimas com o prémio de 200 mil Meticais.

 

Por Alfredo Júnior, em Maxixe, com o Apoio da Jogabets

 

O Ferroviario da Beira e a Black Bulls desceram ao relvado sintético do Campo da Maxixe à busca daquela que seria para cada um dos lados a sua segunda conquista da Supertaça, pelo que antevia-se um duelo renhido do primeiro ao último minuto.

 

Começou bem a turma dos “locomotivas” do Chiveve a ameaçarem a baliza de Ernan Siluane que viu o perigo a rondar a sua área de baliza, mas os atacantes da turma da Beira não conseguiram dar sequência ao lance.

 

A resposta da Black Bulls surgiu aos 17 minutos e foi bem sucedida, com Fidel a tirar um precioso cruzamento para o coração da área onde aparece Kadre Gueye a cabecear com força e para o fundo da baliza de César Machava.

 

Nos minutos seguintes a partida ficou mais equilibrada com as duas equipas a disputarem a bola na zona do meio-campo, mas com dificuldades de organizarem jogadas ofensivas que pudessem levar perigo à cada uma das balizas.

 

E foi com essa magra vantagem para os “touros” que o árbitro Celso Alvação mandou as duas equipas recolherem para os balneários para o intervalo.

 

No início da segunda parte o treinador Daúto Faquirá mexeu na sua equipa deixando no balneário o jogador Thomás e Shelton foi lançando para o jogo, os “locomotivas” do Chiveve cresceram na partida e no minuto 46 Agero tira um remate do meio da rua testando a atenção de Ernan que com uma palmada afastou a bola que dirigia-se perigosamente para a sua baliza.

 

A resposta da Black Bulls foi no minuto seguinte com Kadre a desperdiçar uma soberba oportunidade na cara do guarda-redes César Machava.

 

Pouco depois aos 54 minutos Stefan cobrou um livre com perigo e  César Machava com uma sapatada afastou o perigo na sua baliza, ao desviar a bola para canto.

 

O Ferroviário da Beira aventurou-se ao ataque à procura do golo de empate e deixa a descoberto as alas e numa dessas ocasiões Fidel aprece solto na área de baliza e com tempo para preparar o remate que é devolvido pelo poste do já batido César Machava e na recarga Samuel (recém entrado) empurrou a bola para o fundo das redes, fazendo o 2-0 para alegria dos adeptos dos “touros”.

 

Na resposta Ernan faz-se mal a bola que sobre para Maré que teve tudo para levar a bola para o fundo das redes, mas o seu remate saiu muito ao lado do desejado, para o desagrado do treinador Daúto Faquirá.

 

ATBITRAGEM DE: Celso Alvação

 

FERROVIÁRIO DA BEIRA: César - Manucho, Foia (Anderson Andrade 56’), Gustavo, Danito - Edwin (Narciso Paia 73’), Valter, João Bonde - Maré, Dayo e Thomas (Shelton 45’)

 

SUPLENTES: Celso, Comissário, Melven, Narciso,, Infamara, Rodrigues, Anderson, Crimildo e Max.

 

BLACK BULLS: Ernan - Nené, Martinho, Chamboco (Guebuza 88’), Danilo - Rume, Kadre, Stephen (Fernandinho 84’) - Fidel (Orlando 88’), Chamito (Samuel 72’) e Ayuba (Kelvin 86’).

 

SUPLENTES: Teixeira, Manuel, Melque, Hammed, Mapangane, Orlando.

 

ACÇÃO DISCIPLINAR: Amarelo para Nené, Foia (42’), Stephen (72’),

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .