A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) garantiu esta terça-feira, 6 "/>  

A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) garantiu esta terça-feira, 6 "/>

desporto mocambicano

Até quinta-feira 70 mil Meticais estarão nas contas dos Mambas e banco do estado fez entrega da sua oferta

  • 358

 

A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) garantiu esta terça-feira, 6 de Setembro, que até a próxima quinta-feira, 8, cerca de trinta por cento dos 220 mil Meticais, ou seja, 70 mil Meticais relativo ao Prémio que os Mambas deverão receber pela qualificação ao CHAN-2023 estarão depositados nas contas dos jogadores e equipa técnica da selecção nacional.

 

Por Alfredo Júnior

 

O facto foi avançado por Feizal Sidat, Presidente da FMF, a margem da cerimónia de entrega do prémio prometido pelo Banco Nacional de Investimento (BNI), banco estatal cujo Presidente do Comissão Executiva, Tomás Matola, enquadrou o valor disponibilizado aos Mambas como “mera oferta”, visto que “não espera nenhuma contrapartida por parte do futebol”, tendo em conta que “provavelmente a FMF não teria capacidade de nos dar as contrapartidas que nós queremos, visto que não somos um banco comercial e se tivermos que desenvolver uma actividade com o nosso público alvo não seria através do futebol ou da cultura”.

 

O banco estatal confirmou a entrega dos 1.2 milhão de Meticais prometidos aquando da preparação do jogo com o Malawi, sendo que 100 mil são destinados ao guarda-redes Ernan por ter mantido a sua baliza inviolável durante o jogo com os Flames e 30 mil Meticais serão atribuídos aos restantes membros da equipa dos Mambas, dentre jogadores, treinadores e pessoal de apoio, perfazendo o montante de 1.1 milhão de Meticais.

 

Dos 70 mil referidos acima, 40 mil Meticais fazem parte do prémio prometido pela Federação devido ao resultado positivo alcançado nesta eliminatória diante do Malawi, sendo que a FMF decidiu atribuir o valor destinado a vitória.

 

Sidat referiu que os restantes 150 mil Meticais de prémio pela qualificação serão pagos a posterior, visto que a FMF ainda não tem disponibilidade de todo os fundos, garantindo que está tudo acautelado para o seu pagamento assim que houver disponibilidade orçamental.

 

Referir que o BNI decidiu fazer esta oferta por forma a dar um incentivo aos Mambas, depois de na véspera os jogadores terem observado uma paralisação nas suas actividades devido ao atraso no pagamento de prémios relativos aos jogos anteriores e ajudas de custo devido à presença nas convocatórias aos trabalhos da equipa de todos nós.

 

A entrega formal do prémio prometido pelo banco estatal contou com a presença do Seleccionador Nacional, Chiquinho Conde, que enalteceu o gesto e desafiou a instituição bancária a apoiar a etapa de preparação da preparação dos Mambas para marcarem presença no CHAN-2022 que terá lugar na Argélia, em Janeiro do próximo ano. (LANCEMZ)

 

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .