O Ferroviário de Maputo goleou o seu homónimo de Nacala por quatro bolas a zero e deixou a equipa orientada por "/> O Ferroviário de Maputo goleou o seu homónimo de Nacala por quatro bolas a zero e deixou a equipa orientada por "/>
desporto mocambicano

Locomotivas de Maputo trucidam homónimo de Nacala e deixam Dário Monteiro com calças na mão

  • 396

O Ferroviário de Maputo goleou o seu homónimo de Nacala por quatro bolas a zero e deixou a equipa orientada por Dário Monteiro numa posição preocupante, pois os “locomotivas” da Maiaia estão na incómoda 10ª posição da tabela classificativa com 22 pontos que dá direito a despromoção. Já a equipa da capital do país saltou para quarta posição com 29 pontos e quando faltam três jornadas para o fim do Moçambola 2023, ou seja, com nove pontos em disputa, matematicamente pode entrar para a disputa do título.

 

Por Redacção LanceMZ e José Zangado (Fotos)

 

O Campo do Costa do Sol acolheu o encontro entre duas equipas que estavam aflitas, ou seja, na iminência de descer de divisão, com os “locomotivas” de Maputo ocupando, à entrada da jornada a nona posição, e o homónimo de Nacala no décimo lugar, sendo que foi uma partida disputada debaixo de intenso calor com os termómetros a rondar os 38 graus.

 

Ciente da sua responsabilidade que passava por evitar a queda para lugar incômodo, o Ferroviário de Maputo entrou melhor e fruto disso chegou ao golo inaugural apontado por Mário, quando estavam decorridos 4 minutos.

 

Daí para frente a partida desenrolou-se numa toada morna, quiçá efeito do calor que se fazia sentir, pois as duas equipas criaram poucas ocasiões que pudessem ser convertidas em golo. A primeira parte findou com essa magra vantagem para a equipa de João Chissano.

 

No reatar da contenda, Dário Monteiro fez duas alterações no seu xadrez, mas pouco ou quase nada de novo trouxeram as entradas de Ivan e Hilário para os lugares de Dilson e Tawanda, visto que era equipa da capital que mantinha a maior posse de bola.

 

E fruto desse domínio o Ferroviário de Maputo chega ao segundo golo num infortúnio do defesa Preece que cabeceou para o interior da sua baliza, traindo o guarda-redes Dallas, aos 49 minutos.

 

Sem precisar de acelerar o Ferroviário de Maputo chegou ao terceiro golo de belo efeito e que levanta qualquer estádio, pois Maxwell tirou um remate fulminante na zona do bico da entrada da grande área e com o seu pé esquerdo colocou a bola na gaveta e sem hipóteses de defesa para Dallas.

 

Os “locomotivas” da Maiaia praticamente resignaram de lutar pelo melhor resultado e o resultado disso foi que os anfitriões cimentaram a goleada com Fortinho a aproveitar as facilidades para chegar ao quarto golo na contenda, colocando o resultado final em 4-0, quando estavam jogados 71 minutos. (LANCEMZ)

 

“Fomos eficazes nas transições”– Carlos Baúte – Treinador- Adjunto Ferroviário de Maputo

 

“Tivemos maior posse de bola e formas mais eficazes nas transições ofensivas e conseguimos concretizar as oportunidades que criamos, poderíamos ter marcado mais golos. Acabamos por dar um salto na tabela classificativa, mas a diferença pontual entre as equipas é mínima e poderemos voltar a descer, pelo que temos que continuar a fazer o nosso trabalho”.

 

“Jogadores não estão ligados ao treinador” – Dário Monteiro – Treinador do Ferroviário de Nacala

 

“Na primeira parte sofremos um golo frio, mais consentindo do que elaborado que o Ferroviário que aniquilou as nossas pretensões. Cometemos muitos erros e acabamos por sair daqui goleados, o que complica a nossa situação. A atitude de alguns jogadores foi deplorável, não cumpre as instruções, sinto que a equipa não está ligada ao treinador, mas podemos ainda terminar com 31 pontos se ganharmos os três jogos, mas não sinto que a equipa esteja com o treinador que não foram escolhidos por nós”.

 

FICHA TÉCNICA

CAMPO DO COSTA DO SOL

ARBITRAGEM DE: Filimão Correia, auxiliado por Liberaldo Guivala (1º Assistente), Eugénio Maxaieie (2º Assistente) e António Munguambe (4º árbitro)

 

FERROVIÁRIO DE MAPUTO: Manuel, Nelson M (Paulane 55’), Jeitoso, Tununo, Ezequiel, Celso (Beto Maravilha 55’), Shelton (Yude 74’), Fortinho, Huga, Kito, e Mário (Maxwell 55’)

 

SUPLENTES NÃO UTILIZADOS: Frenque, Yude, Jafete, Nota, Shaquille e Miter

Treinador: João Chissano

 

FERROVIÁRIO DE NACALA: Dallas, Tawanda,Laque, Prece,Naeck, Wemba, Raúl (Tomás 50’), Dilson, Rifel; Dinis (Naftal 39’) e Mapangane (Jacob 50’).

 

SUPLENTES NÃO UTILIZADOS: Johane, Dan, Hilario, Ivan, Tomás e Jacob

 

Treinador: Dário Monteiro

 

(LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .