A internacional moçambicana Ingvild Mucauro est&aac "/> A internacional moçambicana Ingvild Mucauro est&aac "/>
desporto mocambicano

Ingvild Mucauro confirma que é jogadora livre e está desvinculada do Costa do Sol  

  • 1352

A internacional moçambicana Ingvild Mucauro está completamente desvinculada da equipa sénior feminina do Clube Desportos da Costa e não hipótese alguma da mesma continuar nas equipa vice-campeã nacional, conforme a mesma fez questão de sublinhar num contacto mantido com o LanceMZ após a publicação do artigo que dava conta da possibilidade de negociação para a continuidade da atleta no clube “canarinho”.

 

Por Redacção LanceMZ  

 

Mucauro deu a conhecer que 26 de Janeiro do corrente ano em carta enviada à Direcção do Costa do Sol formalizou a sua desvinculação como atleta do clube que representou nos últimos anos “com total empenho e dedicação”, tendo como motivos para esta decisão “os recentes acontecimentos que levaram a situação de profunda insatisfação”.

 

Na carta que o LanceMZ teve acesso, Mucauro elenca três motivos que a colocaram numa situação de insatisfação e motivaram a desvinculação, a começar pelo “incumprimento do subsídio de Dezembro, sem aviso prévio e nem justificação dos reais motivos”, o que acabou causando “surpresa e descontentamento”, aliada à “falta de transparência e comunicação”.  

 

Por outro lado, a internacional moçambicana elenca a “falta de interesse na atleta”, bem como a falta de “valorização da minha contribuição pela Direcção e equipa técnica”, sustentando que a “ausência de apoio e reconhecimento por parte da Direcção impactou negativamente a minha motivação e desempenho”.

 

Ingvild Mucauro contesta o facto de o clube “canarinho” pretender tirar benefícios dos contratos que a atleta assinou com o Interclube de Luanda, escrevendo que “um dos impasses para que o contrato não avance foi o CDS (Clube Desportos da Costa do Sol) querer ter ganhos com os meus contratos com o Interclube, lembrando que sou profissional e nem sou atleta da formação do clube que não detém o meu passe o que tornaria um impasse na realização dos meus sonhos desportivos em jogar noutras ligas”.

 

Perante estes factos, a internacional moçambicana colocou fora de hipótese qualquer possibilidade de negociação para a continuidade no Costa do Sol, sustentando que “após o tratamento recebido no clube não considero viável negociar ou regressar, pois senti-me abandonada e desrespeitada como pessoa, independentemente do problema enfrentado esperava-se, humanamente esperava-se alguma satisfação antes de qualquer decisão drástica, especialmente em dezembro”.

 

Por conseguinte, Ingvild Mucauro é jogadora livre não tendo nenhum vínculo com clubes moçambicanos, sendo que a sua carta internacional continua na posse do Interclube de Angola, formação que representou recentemente na final da Taça de Angola, tendo registado 15 pontos e oito ressaltos que foram insuficientes para evitar a derrota por 62-53.

 

Mucauro iniciou a sua carreira basquetebolista na província de Manica, tendo posteriormente se transferido para cidade capital do país onde veio a destacar-se pelo Desportivo e Ferroviário de Maputo. Mucauro já foi considerada MVP (Jogadora Mais Valiosa) da Taça dos Clubes dos Campeões Africanos, em 2019, ano em que representou o Ferroviário de Maputo, clube no qual conquistou dois títulos africanos, em 2018 e 2019. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .