O Desportivo de Nacala baptizou a estreia do Brera FC no Moçambola com uma derrota para a equipa de Tchumene que n&atil "/> O Desportivo de Nacala baptizou a estreia do Brera FC no Moçambola com uma derrota para a equipa de Tchumene que n&atil "/>
desporto mocambicano

Inexperiência custou caro ao Brera que viu Desportivo Nacala vencer com bis de Macamo

  • 92

O Desportivo de Nacala baptizou a estreia do Brera FC no Moçambola com uma derrota para a equipa de Tchumene que não conseguiu segurar a magra vantagem que alcançou no início da partida, demonstrando inexperiência em jogos do principal Campeonato Nacional de Futebol que requer muita atenção nos detalhes que marcam a diferença nos resultados dos jogos. Ainda assim, o Brera FC deixou ficar boas indicações perante o Desportivo de Nacala que demonstrou ter regressado para ficar no Moçambola, ao vencer com um bis de Macamo.

 

Por Redacção LanceMZ e BTFC (Fotos)

 

O Campo número 2 do Complexo Desportivo da ABB registou boa casa para testemunhar a estreia absoluta do Brera Tchumene FC no Moçambola 2024 volvido um ano da sua criação e quis o destino que fosse o regressado Desportivo de Nacala que estreava o treinador Carlos Manuel como principal numa equipa do Campeonato Nacional, numa tarde repleta de estreias com o treinador Hassane Júnior também a ter a sua primeira vez e com 23 anos.

 

Começou melhor a equipa da casa  que viu uma bola a ser desviada pela quina da baliza do guarda-redes Yank que seguiu a trajectória da bola.

 

O Brera foi crescendo no jogo e à passagem do minuto 20 Celton Jamisse teve tempo e espaço suficiente para ensaiar um remate que foi parar no fundo das redes de Yank que não conseguiu evitar o primeiro golo da história da turma de Tchumene no Moçambola. Os adeptos ficaram animados com este tento que prometia um bom resultado para a equipa da casa.

 

Os nacalenses não desistiram do jogo e no primeiro dos três minutos concedidos por Wilson Chirindza para compensar as paragens da primeira parte chegaram ao golo de igualdade apontado por Macamo que gelou a bancada da equipa da casa e alegrou o grupo de adeptos visitantes que estavam em bom número. A defesa do Tchumene ficou à espera de um pretenso fora-de-jogo que não existiu. E foi com esta igualdade que o jogo foi ao intervalo.

 

Na segunda parte, o Brera entrou com intenção de reassumir o comando do jogo e ameaçou a baliza contrária, numa das ocasiões foi num livre cobrado por Anacleto que passou a escassos centímetros da baliza de Yank.

 

Aos 69 minutos o Brera desenhou uma boa jogada pela esquerda, mas Ussene concluiu mal ao tirar um remate frouxo que saiu ao lado da baliza de Yank, quando todo mundo preparava-se para gritar golo.

 

E quem não marca arrisca-se a sofrer, foi o que aconteceu a equipa da casa que aos 69 minutos viu Macamo apareceu nas costas de Celtics a cabecear e bisar na partida, num lance em que o guarda-redes Celso foi mal batido e demonstrou que a sua baixa estatura em nada ajudaria para  evitar o golo dos forasteiros. Festa para os nacalenses que faziam a reviravolta e regressavam em grande ao Moçambola.

 

Hassane Júnior mexeu na sua equipa e na forma de jogar da sua equipa que encostou o adversário para a sua zona de defesa, situação que causou  calafrios ao guarda-redes Yank, mas os avançados do Brera Tchumene não acertavam com o objectivo que era chegar ao golo.

 

A situação complicou-se para o Brera Tchumene quando Ussene envolve-se numa altercação com um jogador do Desportivo Racado, pois o árbitro Wilson Chirindza acabou expulsando os dois jogadores por comportamento incorrecto dentro das quatro linhas, isto aos 86 minutos.

 

Foram várias as oportunidades criadas pelo Brera Tchumene, mas faltou acertarem com o alvo que era o fundo da baliza de Yank, tendo a partida terminado com a vitória do Desportivo de Nacala que regressou ao Moçambola com pé direito, ou seja, com uma vitória. (LANCEMZ)

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .