desporto mocambicano

Abel Xavier apontado a União Desportiva do Songo

  • 3304

 As movimentações no mercado de transferências do futebol moçambicano continuam agitadas. Depois de anunciar a contratação de António “Paulito” Trigo para o cargo de Director Desportivo, a União Desportiva do Songo prepara-se para apresentar o seu novo treinador principal. Fontes bem colocadas no clube, apontam a probabilidade de Abel Xavier vir a ser o novo timoneiro da equipa “hidroeléctrica”.

 

Por Redacção LanceMZ

 

Ao que tudo indica a equipa que representa a província de Tete no Moçambola está com contactos avançados com o antigo Seleccionador Nacional de futebol que está na “poule position” para ser o substituto do treinador sérvio Srdjan Zivjnov que na companhia dos seus adjuntos viu o seu contrato a não ser renovado.

 

Caso se confirme esta intenção da União Desportiva do Songo este será o regresso do treinador luso-moçambicano à terra que o viu nascer, onde foi timoneiro dos Mambas entre Janeiro de 2016 e Julho de 2019.

 

PERCURSO E LEGADO DE XAVIER NOS MAMBAS

Abel Xavier ao país em Janeiro de 2016, quando os Mambas ainda disputavam a fase de qualificação ao CAN-2017, para ocupar o lugar de João Chissano. Encontrou os Mambas na última posição, sem nenhum ponto, num grupo liderado pelo Gana, e estreou com uma derrota, diante da poderosa selecção ganesa por 3-1, em Accra. Terminou a fase de qualificação ao CAN-2017 na segunda posição com sete pontos, depois de ter ganho o Ruanda e as Maurícias e empatado com o Gana.

Depois disso seguiram-se mais jogos, entre particulares, do torneio regional da Cosafa e da fase de qualificação ao CHAN-2018 e CAN-2019, duas provas que não conseguiu a qualificação à fase final.

Ao todo, Abel Xavier, no comando dos Mambas, disputou 30 jogos, equivalente a 90 pontos em disputa. No percurso, alcançou 10 vitórias, oito empates e 12 derrotas, tendo visto a selecção marcar 34 golos e sofrer 37. Ou seja, dos 90 pontos que disputou, Abel Xavier conseguiu apenas 38 pontos.

Durante o período de permanência nos Mambas, os maiores destaques do luso-moçambicano foram os seguintes:

PELA POSITIVA: as duas vitórias alcançadas diante da Zâmbia, na fase de qualificação ao CAN-2019, ambos pelo mesmo resultado de 1-0, em Ndola e em Maputo;
As vitórias diante de Angola e Cabo Verde, em jogos particulares realizados em Maputo e Lisboa, respectivamente.

PELA NEGATIVA: a eliminação do CHAN-2018 diante do Madagáscar, depois do empate a dois golos em Antananarivo e derrota em Maputo por duas bolas sem resposta;

A eliminação do CAN-2019 por conta das duas derrotas diante da Namíbia, em Maputo e em Windhoek; Os desaires no torneio da Cosafa, onde os Mambas não passaram da primeira fase, em 2017 e 2018, e 2019. (LANCEMZ)

 

 

 

 

Notícias Relacionadas
Ads - Anuncio 3
Todos os direitos reservados a Lance. Registrado no GABINFO: REGISTO: 57/GABINFO-DEPC/210/2022 .